RFID Noticias

Túnel Sueco Utiliza RFID para Monitorar Poluição do Ar

A agência de transportes do país implantou tags RFID sensores da Identec Solutions para monitorar a qualidade do ar, permitindo o ajuste automático dos exaustores e garantindo que as toxinas sejam removidas.

7 de outubro de 2011 - Por Claire Swedberg

A administração nacional de transportes da Suécia, Trafikverket, está empregando tags RFID sensores para transmitir dados sobre a qualidade do ar para ativar os controles de ventilação dentro do túnel de 6 km Norra Länken (Ligação Norte), atualmente em construção no norte de Estocolmo. O sistema RFID, fornecido pela Identec Solutions, tem estado em uso desde o início da construção do túnel, em fevereiro de 2009 e está prevista para continuar até 2015.

O túnel consiste de cinco áreas de construção, gerenciadas por cinco diferentes empresas de construção de túneis e estradas. A tecnologia permite que a agência monitore o fluxo de ar pelo túnel para garantir a segurança dos trabalhadores, fornecendo a cada um, um crachá RFID contendo sensores de gases embutidos e capturando as informações acerca nos níveis de gases tóxicos ao redor de cada indivíduo, bem como sua localização no túnel. Esses dados podem, então, ser usados para ajustar automaticamente a potência de seis exaustores dentro do túnel, destinados a ventilar a área subterrânea.

Ventilação de ar para equipes de construção de túneis consiste tipicamente do uso não-automatizado de exaustores para garantir que ar fresco esteja fluindo para o túnel e que qualquer ar insalubre seja removido. O ar pode ser contaminado por equipamentos e veículos movidos a combustível localizados dentro do túnel. Para gerenciar a qualidade do ar, tais locais de construção frequentemente utilizam sensores que, ou estão ligados a uma rede ou são autônomos, sensores não conectados a uma rede que, periodicamente, devem ser verificados manualmente por membros da equipe no túnel.

A Identec Solutions começou a oferecer a sua solução automatizada, conhecida como o Sistema Automatizado de Controle de Ventilação, como parte de seu portfólio de tecnologia Watchertunnel para segurança de pessoal. O Trafikverket foi o primeiro cliente da empresa. Watchertunnel, uma solução ampla de gestão de segurança para construção de túneis, inclui circuito fechado de televisão (CCTV), controle de acesso e alarmes. O Sistema Automatizado de Controle de Ventilação fornece uma nova camada de segurança, a empresa relata, através do monitoramento da qualidade do ar e proporcionando uma resposta automatizada dos exaustores.

A solução consiste em crachás SensorSmart Identec que têm tags i-B2 CC Identec movidas à bateria com sensores embutidos que medem os níveis de dióxido de nitrogênio (NO2) e o monóxido de carbono (CO). Os crachás são usados por membros da equipe e o mesmo tipo de tag de frequência-ultra-alta (UHF) com sensores tem sido ligado a vários veículos usados dentro do túnel. Um total de 1.200 a 1.500 tags i-B2 CC foram implantadas até o momento.

Entre 70 e 80 leitores fixos i-Port MB foram instalados em todo o comprimento do túnel em cruzamentos, entradas e passagens, dividindo assim o túnel em zonas distintas. Cada crachá transmite a uma distância de até 100 metros (328 pés), para os leitores configurados em zonas dentro dos túneis. Cada crachá pessoal e tag de veículo transmite um número de identificação único, juntamente com os dados do sensor, a cada dois segundos. Leitores recebem leituras dos sensores de dióxido de nitrogênio e monóxido de carbono, bem como as identificações exclusivas das tags ou emblemas e encaminham esses dados para o software de leitura RFID SensorSmart, por meio de uma conexão Ethernet ou, em alguns casos, Wi-Fi. Monóxido de carbono é um gás inodoro e incolor que pode ser fatal em altas concentrações. O dióxido de nitrogênio é corrosivo e a exposição a níveis elevados do gás pode resultar em edema pulmonar e lesão pulmonar, bem como contribuir para o desenvolvimento de bronquite aguda ou crônica.

O software é instalado em um servidor central no Trafikverket. No software SensorSmart, cada tag ou crachá de identificação está ligado a um determinado funcionário ou veículo, bem como ao contratante com o qual essa pessoa ou veículo é afiliado. Os dados do sensor são avaliados para determinar se existe uma presença excessiva de NO2 ou CO no ar em torno de cada indivíduo. Se o sistema determina que um dos gases está se aproximando de um nível tóxico, pode ligar ou acelerar o exaustor nessa área. O sistema de ventilação automática também é projetado para permitir que a gerência desligue os exaustores, no caso de uma detonação em curso e aumente a velocidade após uma explosão.

O software exibe informações e históricos em tempo real sobre os níveis de gás e velocidade do ventilador, diz Frank Wehus, gerente geral da Identec Solutions.

Além disso, o sistema permite à gerência do Watchertunnel rastrear a zona específica em que cada indivíduo situa-se no caso de uma emergência e pode desencadear o uso de imagens do circuito interno (câmeras estão instaladas em todo o comprimento do túnel). Por exemplo, Wehus diz, se um alarme soa, "você pode visualizar a transmissão do CCTV e/ou um clipe de CCTV," para determinar se alguém entrou em uma área não autorizada.

O sistema de ventilação também pode ser programado para ativar os exaustores apenas se os trabalhadores estiverem presentes. Por exemplo, se uma tag RFID for detectada dentro de uma seção específica do túnel, o sistema iria ligar o ventilador na área. Se as pessoas deixarem a área, o ventilador pode ser desligado.
  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »