RFID Noticias

Kimberly-Clark Agiliza a Logística em Instalação Colombiana

O fabricante de bens de consume está usando uma solução que inclui tags e leitores EPC para rastrear a chegada, carregamento e saída de caminhões transportando os bens da empresa por toda Colômbia.

Por Claire Swedberg

5 de outubro de 2011 - Um ano após instalar um sistema de identificação por radiofrequência para melhor gerenciar as operações de prestadores de serviços logísticos no armazém da fábrica da Kimberly-Clark em Tocancipa, Colômbia, descobre que ganhou eficiência, bem como visibilidade quando ocorrem atrasos no carregamento dos caminhões. A fábrica está empregando a tecnologia para gerenciar o envio de bens pelas empresas de transportes, que são responsáveis por buscar e entregar os produtos aos consumidores. A K-C Colômbia compartilha esses dados com essas empresas de transporte, fornecendo-lhes, assim, uma melhor informação sobre o status das cargas que seus motoristas buscam e entregam. Desse modo, os prestadores de serviços logísticos se beneficiam ao serem avisados com antecedência de quaisquer atrasos e podem, assim, programar os seus caminhões de acordo.

A fábrica de Tocancipa fornece produtos que deixam a instalação numa taxa de 2.000 a 2.500 caminhões por mês aproximadamente e são transportados por toda Colômbia. "O problema que tínhamos", diz Ana Maria Gonzalez, que trabalha para a Kimberly-Clark Colômbia como analista de desenvolvimento logístico, "era que o departamento de logística não tinha uma visualização clara de quais caminhões estavam disponíveis para serem enviados para uma entrega, ou quais caminhões já estavam sendo carregados com produtos". Uma vez que um caminhão parta para o armazém da fábrica da K-C, as empresas de transporte não tinham qualquer conhecimento do tempo que os caminhões tinham permanecido no armazém, ou quando havia um atraso. Consequentemente, eles experimentavam vários atrasos em suas próprias entregas aos consumidores.


Numa sala de espera, dentro do armazém da Kimberly-Clark, uma antena RFID montada na parede, perto da porta, rastreia os momentos de chegada e partida de cada motorista.

Para melhorar seu controle e visibilidade desse processo logístico, a fábrica implantou a solução do software RFID Tracking System da AutoID Systems, com sede em Bogotá. A fábrica também instalou leitores ThingMagic no portão da instalação, bem como na área de espera dos motoristas, e começou a emitir cartões de identificação para motoristas contendo inlays passivos UHF EPC Gen 2.

Os cartões de identificação são criados por meio de uma impressora-codificadora de cartões RFID da Zebra Technologies. Ao ser introduzido ao sistema, cada motorista fornece seu nome e o nome da empresa onde trabalha, que são armazenados no software autônomo da AutoID Systems, que reside no servidor da K-C. Outras informações também são armazenadas nesse servidor, tais como o tamanho de um caminhão em particular, que ajuda a empresa a prever quanto tempo demorará para carregar esse caminhão. O número único de identificação codificado ao inlay RFID do cartão é ligado então aos dados daquele motorista. Até o momento, A Kimberly-Clark forneceu cartões RFID para aproximadamente 300 motoristas.