RFID Noticias

Ultracapacitor Oferece Alcance de Leitura de 23 m para Tags Passivas

Armazenar energia de um pequeno painel solar permite que as tags passivas UHF S/Cap funcionem como uma tag movida a bateria.

Por Mary Catherine O'Connor

30 de junho de 2011 - Enable IPC, um grupo de desenvolvimento em tecnologia, localizado em Madison, Wisconsin, anunciou a disponibilidade de suas novas tags RFID UHF passivas, conhecidas como tags S/Cap, que afirmam poder ser lidas de uma distância de 23 metros. A tag, projetada para aplicações de rastreamento de ativos, funciona como uma tag movida a bateria, mas, ao invés de usar uma bateria, usa um ultracapacitor para aumentar o alcance de leitura da tag.

Um ultracapacitor é um capacitor muito potente – um dispositivo usado para armazenar carga elétrica, que pode ser utilizado com ou sem bateria. Ultracapacitores pode receber e liberar uma carga mais rápido do que as baterias, assim como suportam mais cargas e descargas do que as baterias.


A tag S/Cap

O fabricante sul-coreano de tags, RF Camp, fornece a tag RFID UHF passiva compatível com o EPC Gen 2. A RF Camp também anunciou planos de revender e distribuir a tag S/Cap na Coréia do Sul. A EM Microelectronic fornece o circuito integrado EM4324 para a tag. O ultracapacitor é conectado a uma placa de circuito no chip da tag – através de um bloco de ligação originalmente projetado para a montagem de uma bateria para o chip de uma tag passiva movida a bateria (tag BAP) – e sua antena.

A tag S/Cap é a primeira de uma linha de tags RFID que a Enable IPC planeja produzir, todas utilizando ultracapacitores (também conhecidos como supercapacitores) ao invés de baterias para estender o alcance da tag.

O ultracapacitor ainda requer uma fonte de energia para obter a energia que armazena, ressalta a empresa. A S/Cap emprega um pequeno painel solar montado na frente da tag para fornecer energia ao ultracapacitor. Isso quer dizer que funciona bem ao ar livre, diz David Walker, CEO da Enable IPC. No entanto, diz ele, o painel solar também ainda pode gerar energia com a luz artificial. Mesmo se a tag for colocada no escuro por muitos dias, ele acrescenta, ela ainda permanecerá legível, uma vez que é uma tag passiva que recebe energia de um leitor – mas o alcance estendido, possível pela energia solar, será perdido.

Na presence de luz, explica Walker, a tag S/Cap tem o alcance de 23 metros. Superfícies metálicas ou outros materiais condutores, ele ressalta, pode dessintonizar a antena e reduzir o alcance, como acontece com tags UHF comuns, mas a empresa está atualmente desenvolvendo uma versão montada em metal, projetada para superar essa limitação.