RFID Noticias

A HP Assume a Liderança

A implantação da tecnologia RFID pela Hewlett-Packard no Brasil, assim como outras inovações na área tecnológica, tem colocado a empresa na vanguarda das empresas visionárias que influenciam as tecnologias de autoidentificação.

24 de outubro de 2007 - Por Mark Roberti

Na semana passada, eu fui à São Paulo, no Brasil, para ser um dos palestrantes do Simpósio de RFID organizado pela Hewlett-Packard. Para mim, era mais uma oportunidade para aprender mais sobre o que a HP está fazendo com a tecnologia RFID atualmente e em que direção ela está indo. Eu deixei o simpósio muito impressionado.

Didier Chenneveau, Vice-Presidente e Gerente Geral de Operações da HP nas Américas, deu uma palestra sobre o uso da tecnologia RFID nas operações de montagem da HP no Brasil, que fez com que a empresa ganhasse o primeiro RFID Journal Award—Prêmio RFID Journal—na categoria Melhor Implementação RFID (veja Best RFID Implementation: Keeping Tabs on Printers—Melhor Implementação RFID: Utilizando Etiquetas RFID em Impressoras). Alguns dos números que ele forneceu foram apresentados na conferência e exposição RFID Journal LIVE! 2007 em maio, quando a HP recebeu o prêmio. Outros números eram novos.

Chenneveau mostrou que a empresa consome uma média de 25 minutos para montar uma impressora, mas que ela pode levar várias horas em alguns casos. Ele exibiu uma tabela mostrando por quanto tempo as linhas de produção foram reduzidas baseadas nas medidas padrão e na tecnologia RFID. Verificou-se que as linhas foram reduzidas em mais de 2.000 horas que não foram contabilizadas através das medidas tradicionais.

Além disso, ele mostrou como a tecnologia RFID pode ser usada para garantir que as primeiras impressoras colocadas no depósito sejam as primeiras a serem enviadas para seus locais de destino. Chenneveau disse que a maioria das impressoras gasta cerca de um dia no depósito, mas algumas podem ficar até dois meses no local. Isso pode ser um problema, dada a vida útil dos cartuchos de impressora, e, além disso, a HP não quer vender impressoras que estejam muito perto da data de validade dos cartuchos.