RFID Noticias

Atlanta procura inovações em IoT

A IoT.ATL AgTech Challenge busca aplicações para Internet das Coisas e startups de tecnologia agrícola para lidar com a escassez de alimentos

Por Claire Swedberg

15 de outubro de 2018 - A cidade de Atlanta, nos Estados Unidos, conta com um consórcio de organizações privadas e públicas para realizar um projeto de tecnologias de Internet das Coisas (IoT). A ideia é atender às demandas de alimentos nas áreas urbanas, por meio de inovação com startups de tecnologia. Assim, o IoT.ATL AgTech Challenge está recebendo inscrições de empresas de IoT para passar um ano desenvolvendo soluções deste tipo, com o objetivo de identificar tecnologias que possam ser adotadas por outras cidades.

O grupo aceitará inscrições de empresas iniciantes até o dia 2 de novembro de 2018. O projeto está sendo patrocinado pela prefeitura, juntamente com a Invest Atlanta, a Metro Atlanta Chamber, a Atlanta BeltLine, Georgia Power e a fabricante de equipamentos agrícolas AGCO Corp. Seis candidatos serão selecionados para participar do piloto e a cada um dos quais será oferecido um trailer de 20 pés. Os contêineres são fornecidos pela AGCO.

Cynthia Curry
O objetivo do desafio, de acordo com Cynthia Curry, diretora de expansão do ecossistema IoT da Câmara de Atlanta, é acelerar e apoiar soluções de tecnologia agrícola urbana (agtech) para beneficiar desenvolvimento econômico, expressão cultural e saúde, especialmente entre moradores de baixa renda e famílias. Isso significa encontrar maneiras de fornecer produtos frescos e outros alimentos em toda a cidade, inclusive em áreas consideradas "desertos alimentares", nos quais os moradores não têm acesso fácil a alimentos saudáveis.

As propostas selecionadas podem fornecer benefícios ambientais e aumentar os rendimentos, tais como o cultivo de mais produtos com menos recursos ou a redefinição do uso da terra e do espaço - via agricultura vertical, por exemplo. Eles também devem ser soluções escalonáveis. Além disso, poderiam fornecer uma maior transparência na produção de alimentos, diz Curry, acrescentando: "As possibilidades são infinitas e não saberemos o que resultará na inovação da agtech até que avaliemos os candidatos."

Os sistemas de IoT já presentes no mercado incluem sensores de solo e ambientais, estações meteorológicas e câmeras para rastrear condições em campos, tais como o uso excessivo ou insuficiente de água ou produtos químicos, ou a presença de pragas, bem como sensores de gado. para monitorar a saúde, atividade e rendimento dos animais. No entanto, nenhuma solução baseada em animais está sendo usada como parte deste desafio.

Além disso, sistemas de drones estão sendo implantados para rastrear o rendimento das colheitas, doenças, saúde no campo e outras condições.