RFID Noticias

Estudo da EECC mostra cenário RFID UHF

A pesquisa "UHF RFID Transponder Benchmark" descobriu que os chips e tags atuais são 20% mais sensíveis - e mais inteligentes - do que os anteriores

Por Claire Swedberg

27 de setembro de 2018 - O Centro Europeu de Competência EPC (EECC) completou sua última pesquisa anual com chips RFID UHF, descobrindo que os atuais têm inteligência que facilita o avanço da adoção da Internet das Coisas (IoT). Dos mais de 400 chips RFID UHF testados pelo grupo, alguns oferecem funcionalidade que leva as tags de simples identificadores passivos a dispositivos inteligentes capazes de detectar condições, adaptar as respostas com base nas circunstâncias e emitir alertas sobre mudanças ambientais.

Além de trazer funcionalidades como comandos não rastreáveis e outras funções relacionadas a quando e como as etiquetas RFID respondem às demandas, a pesquisa também descobriu que os chips UHF melhoraram sua sensibilidade em cerca de 20% em relação ao ano anterior. O estudo, conhecido como "Referência de Transponder UHF RFID (UTPS) 2018-2019", aumentou o escopo em 20 chips RFID UHF testados em 2007 para mais de 400 para a pesquisa atual. A EECC o chama de o benchmark de transponder mais abrangente do mundo.

Chip UCODE DNA
O estudo consiste em 25 faixas de frequência, de 800 a 1.000 MHz. Por exemplo, o alcance de leitura de cada tag foi medido em diferentes ângulos de rotação, com etapas de 7,5 graus, e os sinais irradiados para frente e para trás também foram medidos. As tags receberam diferentes materiais cobrindo um amplo espectro de constantes dielétricas comumente encontradas em aplicações RFID, e outro teste mediu as respostas de tag backscatter. A velocidade de gravação, o desempenho em metal, a leitura de proximidade e a rejeição à interferência também foram medidas, diz Mauricio V. León, gerente técnico e de implementação da EECC.

Para se qualificar para o teste, cada chip precisava estar comercialmente disponível em uma tag e ser relevante no mercado. A EECC diz que solicitou tags de todos os principais fabricantes de etiquetas RFID comercialmente disponíveis. De acordo com Conrad von Bonin, CEO da EECC, desde a pesquisa de 2017-2018, quatro chips recentemente produzidos em tags comercialmente disponíveis estavam entre os testados: Alien Technology Higgs-EC, NXP Semiconductors UCODE 8 e UCODE DNA, e Impinj Monza R.

Desde que a pesquisa mais recente começou, o EECC viu a transição da indústria de RFID em várias fases, diz von Bonin. Na primeira etapa da evolução da RFID UHF, ele explica: "A RFID simplesmente tornou todas as coisas identificáveis com uma ID única. Hoje, podemos marcar a maioria dos objetos no mercado". Além disso, o custo das tags caiu para entre 5 e 10 centavos. Cerca de três anos atrás, acrescenta, as tags RFID passivas EPC UHF entraram em uma nova etapa com a adição de detecção de temperatura e umidade incorporada no chip. "Isso nos permitiu, pela primeira vez, coletar informações dinâmicas sobre o status da tag", diz von Bonin, sem precisar de sensores ou baterias separadas.