RFID Noticias

Controle de validade de produtos ajuda meio ambiente

Solução RFID rastreia vida útil de produto para matar germes, sem toxinas, e garante que está sendo usado adequadamente

Por Claire Swedberg

18 de junho de 2018 - Com as taxas de infecção em alta tanto em hospitais como outras instalações públicas, um novo tipo de agente de limpeza e desinfecção está sendo usado para eliminar a aplicação de produtos químicos agressivos. Porém, há um desafio: sua vida útil é muito limitada. A saída, então, foi juntar a inteligência da tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) com a eficiência deste composto, conhecido como ácido hipocloroso (HOCL), para permitir segurança e controle na limpeza de ambientes.

A empresa de tecnologia Paradigm Convergence Technologies (PCT) criou uma patente, em junho 2017, de um sistema baseado em RFID Near Field Communication (NFC) para ativação eletroquímica (ECA) – eletrólise – de desinfetantes sintéticos, que permite uma solução não tóxica para limpeza, higienização e desinfecção de espaços, tais como hospitais, escritórios e consultórios dentários. O sistema Annihilyzer consiste de líquido livre de químicos para limpar e desinfetar superfícies, e outro para prevenção de expiração de validade, habilitado por RFID.

Vários hospitais estão testando ou implantando o sistema para limpeza não tóxica de suas instalações. O sistema RFID rastreia se os protocolos de limpeza e desinfecção foram seguidos. Esses dados são então armazenados em um sistema baseado em nuvem, para que o gerenciamento possa recuperar facilmente.

A PCT, anteriormente denominada Bingham Canyon Corp, tem uma solução focada no produto HOCL, criado por ECA. O hipocloroso é uma substância produzida pelos glóbulos brancos do corpo humano para matar agentes patogênicos, diz Marty Paris, diretor de estratégia de negócios da PCT. O ácido mata vírus, bactérias e fungos, diz, sem todos os gases tóxicos que lixívia ou amônia produzem.

A deficiência do ácido HOCL é que ele perde a sua eficácia dentro de um mês. Como a solução é naturalmente instável, é revertida para solução salina ao longo do tempo. Portanto, Paris diz que se for para ser usado em locais altamente sensíveis e regulamentados, como hospitais, deve-se manejar a data em que é preparado e usado. A solução para esse desafio, acrescenta, vem na forma de NFC RFID.

Com o sistema Annihilator, a solução é produzida em um quiosque dedicado. O sistema inclui dois produtos: desinfetante HOCL e limpador de hidróxido de sódio e desengordurante. Em cada caso, os usuários devem poder criar uma data de validade eletrônica. Um leitor RFID embutido e uma tag em cada garrafa de solução possibilitam isso, mas só servem quando a solução é usada.

Primeiro, um funcionário vai ao quiosque que produz e distribui a solução em garrafa reutilizável com uma etiqueta NFC RFID incorporada. Um leitor NFC embutido no quiosque lê a tag ao mesmo tempo em que a garrafa está sendo preenchida, criando assim um registro desse evento no software Annihilyzer. O software pode então ser usado para datar a validade da solução.

O segundo recurso da tecnologia é um sistema baseado em aplicativo, que é usado como uma ferramenta, juntamente com a adesão do usuário aos protocolos apropriados, como os indivíduos que limpam um quarto ou usam um celular ou tablet.