RFID Noticias

Drone RFID atinge 100% de leitura em campos de petróleo

Pesquisadores confirmam que etiquetas RFID passivas podem ser lidas em voos de até quatro metros de altura, para rastreamento de tubos

Por Claire Swedberg

6 de junho de 2018 - Um projeto de pesquisa da Universidade Politécnica da Califórnia (Cal Poly) descobriu que um veículo aéreo não tripulado (UAV), ou drone, ativado por identificação por radiofrequência (RFID), pode ler tags de brocas de aço ou tubos de serviço a uma taxa de precisão de 95% a 100%. O projeto de pesquisa, que durou um ano, testou a tecnologia em vários locais e em uma variedade de aplicações, bem como várias frequências de tecnologia RFID.

Os testes se basearam em um recurso comum: o drone habilitado para RFID que varreu as etiquetas RFID em espaços amplos. As soluções em questão, que utilizam a tecnologia RFID em drones para o setor de petróleo e gás ou áreas industriais, estão sendo desenvolvidas e comercializadas pela Process Expert, uma empresa fundada em 2007 por Tali Freed, professor do Departamento de Engenharia Industrial e de Manufatura da Cal Poly, chefe do projeto de pesquisa e diretor do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da PolyGAIT-RFID.

A pesquisa se concentrou na captura de dados para fins de rastreamento de inventário de equipamentos em campos de petróleo, mas também incluiu outros equipamentos baseados em serviços públicos em pátios de estocagem ou em canteiros de obras. Envolveu também outro caso de uso, diz Freed: rastrear o gado pastando em campo aberto.

O projeto forneceu resultados promissores quando se trata de taxas de leitura, diz Freed. Se tags RFID passivas ou ativas são usadas, o grupo descobriu que a taxa de leitura, ajustada de acordo com a velocidade e a altura de um drone habilitado por RFID passivo, era alta - normalmente, quase todas as tags podiam ser interrogadas com precisão. O escopo do projeto, que decorreu de março de 2017 a março de 2018, foi determinar com que eficácia os drones poderiam ser usados para capturar leituras de etiquetas RFID para gerenciamento de inventário ou ativos.

Os campos petrolíferos têm um desafio único quando se trata de gerenciamento de estoques, com base, em parte, no tamanho do equipamento, na maneira como ele é empilhado e na grande extensão de algumas áreas de armazenamento. Campos petrolíferos frequentemente requerem centenas de milhares de tubulações (pedaços de tubos de aço usados em operações de perfuração), que são armazenados em grandes campos, e contá-los é um processo demorado. No entanto, as contagens manuais costumam ser as únicas ferramentas disponíveis para os gerentes de sites.

Com a RFID, os itens podem ser rastreados desde que o leitor permaneça dentro do alcance desses itens. Mas em um grande pátio de armazenamento, uma implantação de leitor fixo não seria realista, e transportar um leitor portátil por todo o pátio de armazenamento regularmente, diz Freed - mesmo com um veículo - ainda seria demorado. O grupo pensou que isso poderia abrir um possível caso de uso para drones.