RFID Noticias

Inventário da Piticas cai de cinco horas para seis minutos

O uso de RFID garantiu a qualidade operacional nas movimentações de estoque e, mais importante, a viabilidade de execução de inventários periódicos com uma frequência inimaginável antes. "Um inventario que era feito em cinco horas, passou a ser executado em seis minutos, o que viabiliza sua execução várias vezes por semana", diz. Com isso, o controle de perdas foi minimizado ao extremo e a confiabilidade nas posições de estoque permitiu processos mais eficientes de reposição, uma vez que os inventários são reportados online à matriz.

O projeto já está praticamente implantado na fábrica, devendo ser estendido ao controle de volumes, expedição e transportes. "Estaremos também implantando o controle de logs de movimentação de EPC [Electronic Product Code, da GS1] desde o processo produtivo, distribuição, vendas nas lojas e retornos para trocas", explica Palmério. "Depois das lojas, expandiremos a RFID a todas as unidades de negócios, com previsão de finalização até dezembro de 2018.

O projeto de RFID foi totalmente desenvolvido e integrado com o ERP da Presence, o Presence Domain. Foram desenvolvidas no ERP as interfaces de conectividade com o middleware da iTag, bem como revisados os processos para o uso integrado da RFID com maior eficiência. Para os inventários, foram desenvolvidos aplicativos específicos que rodam em celulares ou desktop permitindo a mobilidade adequada ao projeto.

No ambiente de loja o inventario é integrado com o PDV da Presence, o Presence Store, ou com o app para celulares e tablets Presence Count. O ERP roda em cloud computing e, nos devices, roda com uma base local, o que permite independência de internet e conexões locais.

"As experiências mostraram que o projeto superou as expectativas", diz Rossetti. A melhor maneira de mensurar isto, diz ele, foi por meio da experiência dos usuários. "Previmos, no início do projeto, o uso compartilhado de um leitor compartilhado a cada três lojas. Isto porque o leitor é o item mais caro para o franqueado. Nas operações, porém, os próprios franqueados entenderam os benefícios e decidiram adquirir um leitor por loja. O benefício do controle e prevenção de perdas pagou o custo do leitor", avalia.

O middleware é utilizado exclusivamente no ambiente de fábrica e foi desenvolvido pela iTag. Integrado com o ERP Presence Domain, no ambiente de loja, foi desenvolvido um aplicativo para celular Presence Count, que tem a camada de middleware embutida. O programa e todas as integrações foram totalmente desenvolvidas pela Presence.

A Piticas tem uma identidade voltada à inovação e busca soluções de tecnologia para otimizar a gestão e melhorar processos. O uso de RFID foi extremamente positivo e abriu caminho para outros projetos de tecnologia, mostrando que os investimentos envolvidos não devem ser uma restrição quando os resultados financeiros superam custos.