RFID Noticias

Congonhas moderniza segurança e operações

Como não há um sistema de gestão [ou ERP], a solução foi integrada ao chamado SICOA, sistema de cadastro de acesso de pessoal e veículos da Infraero. Assim, são disponibilizados pelo sistema a identificação de pessoas, data, hora e local de acesso, registro de passagem concedido ou negado, identificação e monitoramento em tempo real de veículos na pista, empresa, placa, tipo, local, data, hora, deslocamento e velocidade.

O banco de dados é local, dentro da infraestrutura da Infraero, no próprio aeroporto. Assim, o sistema com RFID permite a captura automática de informações de forma simultânea através de sensores de radiofrequência, o que não exige contato direto com os itens escaneados.

A Infraero selecionou a GTP-Eazycomm, em parceria com a Zebra, para projetar o sistema de localização em tempo real que inclui Wi-Fi, etiquetas GPS da Zebra, antenas de localização LOS, produtos WHERENET e software. Esta combinação de rastreamento com RFID, usando tags GPS e WHERENET, é a solução da Zebra para os aeroportos do mundo todo.

Segundo Lucinio Baptista da Silva, engenheiro da Infraero, "anteriormente o acesso às áreas restritas era feito unicamente de forma manual, por meio da verificação física, e agora essa nova tecnologia se junta aos outros sistemas existentes para o controle automatizado sobre o acesso à rampa". A tecnologia empregada permitirá obter informações em tempo real sobre a localização, velocidade, condição e movimento, ajudando a controlar acessos de pessoas às áreas restritas.

A WHERENET RTLS, da Zebra, é capaz de ser lida a mais de um quilômetro de distância, permitindo que empresas como o Aeroporto de Congonhas rastreiem ativos e pessoal em uma grande instalação. Com esta visibilidade nas operações comerciais o Aeroporto de Congonhas pode tomar decisões empresariais mais inteligentes.

De acordo com Vanderlei Ferreira, gerente geral da Zebra Technologies do Brasil, a Zebra oferece soluções de visibilidade e localização em tempo real que otimizam a eficiência do fluxo de trabalho para nossos clientes em todo o mundo. "A colaboração com a Infraero e a GTP, permitiu que o Aeroporto de Congonhas possua uma valiosa solução RTLS para permitir ao pessoal do aeroporto detectar e analisar operações de rampa, resultando em maior eficiência e um ambiente mais seguro".

"Depois de identificar os principais pontos de dor no aeroporto de Congonhas", diz Luis Araujo, diretor geral da GTP-EazyComm, "que eram a identificação do pessoal e a segurança na rampa, sabíamos que a melhor opção era se associar com a Zebra, devido à sua forte reputação global e soluções de RFID topo de linha", conclui.

Os próximos passos envolvem desenvolver soluções analíticas utilizando os dados armazenados para gerar um melhor gerenciamento do uso da frota em pista e o aprimoramento da segurança do aeroporto.