RFID Noticias

Solução previne terrorismo em voos

A Gate Gourmet Peru lançou um sistema que garante que todas as facas para preparação de alimentos sejam detectadas e retiradas de embalagens de comida

Por Claire Swedberg

24 de abril de 2018 - A Gate Gourmet Peru está implantando um sistema RFID no Aeroporto Internacional Jorge Chávez , em Lima, para impedir que suas facas caiam nas mãos de potenciais terroristas. A solução baseada em RFID UHF e Near Field Communication (NFC) foi projetada para gerenciar as ferramentas de cozinha usadas durante o preparo de alimentos.

O sistema consiste em tags anexadas às facas, sete gabinetes inteligentes habilitados para RFID nos quais as facas são armazenadas e software que identifica cada vez que uma faca é removida e posteriormente devolvida, bem como por quem. A tecnologia pela fornecida pela Radical Solutions. Um leitor de NFC no gabinete também confirma a identidade de qualquer indivíduo que remover uma faca.

A Gate Gourmet, maior fornecedora mundial de serviços de alimentação para companhias aéreas, entrega refeições em aeroportos de todo o mundo, inclusive nas instalações de Jorge Chávez. A Radical Solutions, por sua vez, é especializada em implantações exclusivas, de acordo com Jorge Camus Loredo, CEO da empresa. Seus clientes normalmente exigem soluções RFID inovadoras e individualizadas. Para atender às suas necessidades, diz Hilda Samamé Jimenez, engenheira de ciência da computação da Radical Solutions, a empresa tem uma equipe de análise que trabalha de perto com os clientes para desenvolver cada solução.

No caso da Gate Gourmet, o problema era como manter as facas no aeroporto, onde qualquer coisa que pudesse ser uma arma em potencial deveria ser monitorada de perto. A empresa queria não apenas rastrear suas facas, mas também entender quem era responsável por elas e garantir que ninguém tirasse mais de uma faca de um armário trancado.

Cada chef recebe uma faca única que deve ser devolvida após o uso. "Como não há registro confiável dessa entrega e recepção", diz Samamé Jimenez, "o paradeiro ou a responsabilidade da faca não são conhecidos". Uma faca, explica, poderia encontrar o caminho para uma aeronave e ser usada como arma para cometer atos de terrorismo.

A Gate Gourmet ocupa instalações de cozinha dentro do aeroporto, nas quais são usadas facas e outros instrumentos. Dois desses locais são as áreas de cozimento a frio e pré-processamento. Na área de cocção a frio, os funcionários usam facas para cortar os ingredientes de saladas e lanches leves. Além disso, na área de pré-processamento, vegetais crus, carne e outros produtos são cortados para cozinhar refeições a bordo.