RFID Noticias

Roubo de cargas está com os dias contados

Com o sistema Brasil-ID em operação, o centro de pesquisas von Braun espera a criação de diversos serviços baseados na mesma infraestrutura para cobrança de pedágios

Por Edson Perin

19 de abril de 2018 - O Centro de Pesquisas Avançadas Wernher von Braun realizou nesta quarta-feira, 18 de abril de 2018, o lançamento do Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias, ou Brasil-ID. O governo federal por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), as Secretarias de Fazenda de todos os Estados da União, além de centros de pesquisa nacionais estruturaram o sistema.

Além de automatizar os procedimentos fiscais e aduaneiros, o Brasil-ID permite prevenir o roubo e furto de mercadorias, problema que vem sendo um dos principais geradores de custos associados ao setor industrial brasileiro. Segundo estudo apresentado durante o evento desta quarta-feira, o roubo de cargas é responsável por movimentar US$ 1,4 bilhões no Brasil, anualmente.

Assista à entrevista com Dario Thober, na íntegra

O Brasil-ID possui um middleware capaz de integrar e interoperar os sistemas nacionais de identificação baseados em identificação por radiofrequência (RFID) com os mecanismos de meios de pagamentos, como os dos pedágios regulamentados pela ARTESP e ANTT, e potencialmente a operação das novas placas eletrônicas do Mercosul, que podem ser utilizadas em veículos de todos os países do bloco.

Segundo Dario Thober, fundador e presidente do centro Wernher von Braun, diversos outros serviços podem ser criados para usar a mesma infraestrutura para cobrança de pedágios (assista à entrevista em vídeo).

Participaram do evento empresas gestoras de risco e de transporte do país, assim como fornecedores de soluções, sistemas e serviços associados ao Brasil-ID, que fica disponível a partir deste mês às empresas e instituições em geral para implementação de processos sem-papel, baseados nos conceitos de Internet das Coisas e que reduzem o risco das operações logísticas e de varejo.

Além das soluções de emprego imediato para veículos, baús de carga e contêineres, que já têm validade junto ao sistema nacional da Nota Fiscal Eletrônica (NFe), foram demonstradas funcionalidades para implantação da mesma tecnologia em embalagens e produtos diretamente, levando a automação da internet e serviços em nuvem para as coisas em geral, que serão também vinculadas à NFe.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »