RFID Noticias

Testes de checkout automático se expandem no Japão

Esforços para fornecer 100 bilhões de produtos com tags RFID estão crescendo, enquanto empresas de tecnologia, como a Impinj, anunciam suporte

Por Claire Swedberg

26 de março de 2018 - Os esforços japoneses para alavancar a tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) nos ambientes de varejo do país estão se expandindo. A iniciativa de etiquetagem eletrônica no país, lançada no ano passado, inclui a aplicação de etiquetas RFID UHF a produtos vendidos em lojas de conveniência. Com a mais recente expansão, a iniciativa agora se concentra em mercadorias de farmácias também.

O Japão tem enfrentado uma escassez de mão-de-obra que afetou a capacidade dos varejistas de alocar suas lojas. Uma solução potencial para o problema pode ser a tecnologia para automatizar processos nas lojas.

Chris Diorio, da Impinj
O Ministério da Economia, Comércio e Indústria (METI) do país anunciou recentemente sua iniciativa de começar a rastrear produtos nas farmácias em todo o território nacional. Isso amplia seu anúncio de abril de 2017 de que estava trabalhando com cinco lojas de conveniência para rotular todos os produtos até 2025, com o objetivo de não apenas rastrear o estoque em toda a cadeia de fornecimento, mas também permitir o checkout automatizado nas lojas. Os testes estão atualmente em andamento em alguns locais de varejo.

A Impinj de Seattle teve um grande peso nesse esforço. A empresa expressou apoio aos esforços do METI e dos varejistas como um passo no sentido de garantir que todos os produtos vendidos estejam conectados à internet.

Nesse meio tempo, estão em andamento esforços para realizar a verificação automática com outras tecnologias também. A varejista norte-americana Amazon abriu no ano passado sua loja Amazon Go, que aproveita a visão por computador, tecnologia de sensores, em vez de RFID, para detectar o produto que um consumidor tira da prateleira. Isso cria um carrinho de compras virtual que é deduzido do cartão de crédito de um comprador. O METI e seus parceiros varejistas, por outro lado, estão se movendo na direção da tecnologia RFID UHF RAIN para realizar o controle automatizado de checkout e inventário.

Os pilotos e implantações de tecnologia no Japão, segundo Chris Diorio, fundador e CEO da Impinj, fazem parte de um esforço mundial entre alguns varejistas para explorar como identificar os itens que são comprados, bem como qual cliente os comprou, a fim de fazer compras em lojas físicas mais facilmente.