RFID Noticias

Moscou amplia eficiência do transporte com IoT

O sistema está rastreando 22.000 veículos em toda a capital russa, para automatizar o controle e reduzir o consumo de combustível

Por Claire Swedberg

12 de março de 2018 - O Departamento de Tecnologias da Informação (DIT) do governo de Moscou está automatizando o gerenciamento de 22.000 veículos municipais, com a ajuda de tecnologias de Internet das Coisas (IoT). O sistema, que emprega sensores para localização por satélite e transmissão por celular, reduziu a taxa de avarias dos veículos para quase zero e economizou $ 162.000 por mês, reduzindo o consumo de combustível. O custo equivale a dois novos coletores de neve todos os meses. O sistema foi inaugurado agora, após anos de planejamento e testes.

A solução rastreia os locais e movimentos de tudo, desde varredores de rua e neve a caminhões de lixo e carros de água. Desta forma, a tecnologia captura os dados necessários para entender a velocidade, consumo de combustível e como cada veículo está sendo operado.

Andrey Belozerov
Os dados coletados permitem a organização diária de caminhões e outros veículos da cidade com base em previsões meteorológicas e registros de operações passadas. O sistema pode calcular a melhor rota e padrão de movimento para cada veículo, todos os dias, com base nesses detalhes, de acordo com Andrey Belozerov, assessor de estratégias e inovações de Artem Ermolaev, CIO de Moscou. Também pode determinar, com base nos dados do sensor, quando um veículo precisa ser inspecionado ou reparado, o que evita avarias.

O DIT vem desenvolvendo soluções baseadas em tecnologia para a cidade ao longo dos últimos seis anos. O órgão lança 300 novos projetos anualmente, com o objetivo de fornecer serviços como registros médicos eletrônicos, Wi-Fi em toda a cidade e telemetria para habitação e comodidades públicas.

"A ideia inicial por trás do projeto era automatizar o processo de despacho de veículos, na medida do possível", diz Belozerov. O departamento queria saber como cada veículo estava sendo operado, o uso de combustível e a temperatura do motor, por exemplo, bem como a quantidade de trabalho que um determinado veículo e motorista poderiam realizar num único dia.

Historicamente, a cidade contratou dezenas de empresas privadas para fornecer serviços de varredura de rua, de retirada de neve e de coleta de resíduos. Em 2013, o DIT começou a instalar a tecnologia IoT para entender melhor os movimentos desses veículos. As empresas foram convidadas a instalar a tecnologia Global Navigation Satellite System (GLONASS) - uma tecnologia de navegação baseada em satélites semelhante ao GPS - em todos os seus veículos e em alguns equipamentos utilizados para serviços na cidade.