RFID Noticias

Synergy desenvolve tecnologia em plena crise no Brasil

A empresa brasileira está lançando equipamentos de identificação por radiofrequência (RFID) inovadores e de classe internacional

Por Edson Perin

27 de fevereiro de 2018 - A realidade brasileira é a mesma para todos, mas a Synergy como diz a sabedoria popular, "está fazendo do limão uma limonada". Com recursos próprios, a empresa brasileira está driblando as dificuldades do mercado local para desenvolver equipamentos de alta tecnologia. E isto se reflete nos lançamentos de uma linha de identificação por radiofrequência (RFID) de classe internacional sob a marca Identix.

De acordo com Maurício Strasburg, diretor geral da Synergy, entre as principais inovações do terceiro trimestre de 2017 ao primeiro semestre de 2018 está o Identix EZR2500 IoT RAIN RFID Gateway, lançado no final do ano passado e que já está sendo utilizado por alguns de seus clientes. "O EZR2500 é chamado por nós de Gateway IoT, pois engloba num único equipamento diferentes funções com facilidade de envio das informações coletadas para plataformas IoT", diz Strasburg.

Maurício Strasburg, da Synergy
As principais características deste equipamento compacto, 100% desenvolvido no Brasil pela Synergy, incluem baixo custo e o leitor UHF RAIN RFID com quatro portas e 31.5dBm de potência. O gateway pode suportar a expansão para até 32 portas de RF por meio de um acessório denominado Catena. Atua ainda como gateway para beacons BLE (Bluetooth Low Energy), sendo capaz de identificar dispositivos BLE de diferentes padrões: iBeacon, Eddystone, AltBeacon e outros formatos proprietários.

A função de gateway BLE permite a identificação de bacons a uma distância superior a 50m dependendo do modelo do beacon. Além de identificação, o gateway é capaz de obter dados de telemetria transmitidos por alguns tipos de beacons como, por exemplo, nível da bateria, leitura de temperatura, umidade, movimentação e outros.

Além de RFID e BLE, o Gateway IoT EZR2500 possui WiFi embutido para comunicação e localização de itens. O leitor é capaz de fazer scanning passivo da interface aérea da rede WiFi, identificando todos os dispositivos WiFi – smartphones, tablets, notebooks, tags, etc. Os dados coletados são enviados facilmente para plataformas IoT por meio do protocolo MQTT. "Em menos de cinco minutos, é possível colocar o EZR2500 funcionando com as plataformas Azure Microsoft, IBM BlueMix, Amazon AWS, Google Cloud e outras", atesta Strasburg.

O EZR2500 pode ser alimentado por fontes entre +9VDC e +28VDC, facilitando a instalação em veículos utilitários e caminhões. Possui ainda interface Ethernet com alimentação PoE (Power Over Ethernet), duas entradas protegidas de GPIO e três saídas de GPO, com tensão de saída selecionável de +5VDC, +12VDC e +24VDC, sendo uma delas com relê. Possui ainda módulo criptográfico para armazenamento de chaves e certificados digitais.