RFID Noticias

Estudo de Caso: Vancouver facilita trânsito para desabilitados

Empresa canadense criou solução RFID que abre catracas automatizadas do transporte público, sem precisar encostar um cartão de pagamento

Por Claire Swedberg

16 de fevereiro de 2018 - A rede de Metrô de Vancouver TransLink, no Canadá, lançou um sistema de acesso -livres para pessoas com problemas de mobilidade em 23 estações. O sistema emprega tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) para permitir que as catracas sejam abertas automaticamente para quem portar tags UHF. A instalação foi feita em 40% de todas as estações, diz a agência de transportes canadense, e está programada para funcionar em todos os terminais SkyTrain e SeaBus até o final deste ano.

A solução mãos-livres, conhecida como Universal Fare Gate Access Program, representa o primeiro sistema do mundo que oferece acesso automatizado especial para passageiros com deficiência, de acordo com Erin Windross, da TransLink. A tecnologia RFID, que consiste em cartões de controle de acesso UHF e leitores acima dos bloqueios de pagamento de tarifas, foi fornecido pela empresa de soluções para Internet da Coisas (IoT) de British Columbia Hyperlight Systems.

Clique aqui e leia o Estudo de Caso na íntegra.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »