RFID Noticias

Como entender bebedores de cerveja

O sistema do restaurante beneficiará os clientes, permitindo acessar uma grande variedade de cervejas, especialmente cervejas artesanais, oferecidas à medida que as estações mudam. Eles não precisam esperar por um pedido de bebida para serem atendidos, diz Darren Nicholson, VP da iPourIt, e podem provar quantas bebidas quiserem.

Para a Pacific PourHouse, Dutta diz que o sistema não só oferece uma experiência única para seus clientes, mas aumenta a eficiência porque a equipe pode se concentrar em servir alimentos. Além disso, a parede da cerveja consome menos espaço físico. O restaurante também se beneficia de colocar o atendimento nas mãos de seus clientes, de modo que qualquer problema que possa ocorrer não é responsabilidade do bartender ou do restaurante. "Quando você tem um bar, tudo o que acontece recai sobre você", diz Dutta. "Agora, quando a cerveja é servida, a responsabilidade é do cliente."

O Pacific PourHouse pretende utilizar a análise dos dados de leitura RFID para melhor gerenciar o que as cervejas oferecem, bem como a demografia dos consumidores de cerveja e vinho, e garantir que atenda a todos. Por exemplo, o software coleta a faixa etária e o gênero dos clientes para que possa entender melhor quem está bebendo.

Dutta diz que o restaurante também pode oferecer um programa de fidelidade para aqueles que o frequentam, entendendo quais bebidas preferem e oferecendo descontos, recomendações ou pontos de fidelidade. "Nesse ponto, trata-se de engajar o cliente", diz Dutta, enviando uma mensagem ao smartphone de um cliente, indicando "aqui está uma cerveja que você gosta".