RFID Noticias

Hospital melhora atendimento a pacientes de UTI

A Santa Casa de Valinhos implantou uma solução de Internet das Coisas da Taggen, que facilita a localização de seus equipamentos

Por Edson Perin

7 de fevereiro de 2018 - A Santa Casa de Valinhos (SP) implantou uma solução de Internet das Coisas (IoT) para identificar e localizar com agilidade os equipamentos de sua Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O sistema usa beacons Bluetooth Low Energy (BLE), que emitem sinais para uma central de controle. A iniciativa é fruto de uma parceria da Taggen Soluções IoT e da Biocam Equipamentos Hospitalares.

O superintendente da Santa Casa de Valinhos, Edson Manzano, explica que o projeto surgiu da necessidade de atualizar o inventário, monitorar os deslocamentos e localizar os dispositivos. "O sistema de rastreamento em tempo real dificulta desvios e furtos, facilita a localização dos equipamentos para o atendimento do paciente, diminui alguns custos de manutenção e agiliza as auditorias dos ativos.

Para ele, o sistema atual substitui controles que, até então, eram feitos manualmente. "Conseguimos otimizar melhor os nossos recursos", destaca Manzano. Entre os equipamentos rastreados estão os monitores cardíacos, bombas de infusão e o eletrocardiográfico.

A implantação do projeto de IoT permite ao hospital atender as normas vigentes de inventários anuais e também a manutenção do certificado ONA (Organização Nacional de Acreditação), que avalia a qualidade dos serviços de saúde – além de estabelecer uma gestão transparente e com melhorias contínuas, como menciona Manzano.

Com o sistema, os dados sobre a localização dos equipamentos são integrados ao sistema de gestão de ativos hospitalares Genesis, para que sejam analisados pelo Watson da IBM. "O projeto envolve RTLS [Real Time Localization System], para localização em tempo real, focado no controle de movimentação de equipamentos hospitalares", afirma Mario Prado, CTO da Taggen.