RFID Noticias

Pulseira funciona como cartão de crédito no Brasil

Em parceria com a Visa, dispositivo da Trigg pode ser utilizado nas maquininhas habilitadas da Cielo, Getnet e Rede, por meio de um app mobile

Por Edson Perin

20 de outubro de 2017 - A Trigg, por meio de uma parceria com a Visa, acaba de lançar um dispositivo para ser usado como um cartão de crédito. É uma pulseira que permite realizar compras por aproximação e que utiliza a tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) conhecida como NFC (Near Field Communication ou, em português, comunicação por campo próximo).

A pulseira de silicone elástico, à prova d'água, foi pensada para um público que se identifica com um acessório que agiliza o momento das compras e que pode ser usado na prática de esportes, durante um mergulho na praia, ao pagar a manicure ou até mesmo na hora curtir um show sem se preocupar com a carteira. A novidade só pode ser adquirida por usuários do cartão Trigg Visa. Para solicitar o cartão, basta fazer o download do app Trigg e realizar o cadastro. O wearable está disponível por R$ 49,90, em pagamento a vista ou em até duas parcelas sem juros.

Pulseira funciona como um cartão de crédito
“Estamos felizes por trazer aos clientes uma nova forma de usar o Trigg, tão segura quanto o cartão plástico, mas muito mais rápida e prática. Nossa ideia é trazer novos wearables [dispositivos que podem ser vestidos] para outros públicos. Queremos oferecer formas diferentes de pagamento, e colocar a decisão na mão do cliente. É ele quem decide o que usar”, ressalta Marcela Miranda, diretora da Trigg.

De acordo com a pesquisa 'Contactless Payments: NFC Handsets, Wearables e Cartões de Pagamento 2017-2021’, o segmento de cartão sem contato continuará a dominar em valores de transação, representando 80% dos negócios do tipo em 2019. A pesquisa prevê que as transações sem contato via débito e crédito ultrapassarão de US$ 2 trilhões globalmente até 2021.

Para Eduardo Abreu, diretor executivo de desenvolvimento de negócios da Visa do Brasil, estamos vivendo uma transformação, onde a inovação e a experiência do consumidor ficam no centro de nossos esforços. “O importante não é mais o cartão plástico, mas sim permitir que o consumidor escolha a melhor forma de fazer seus pagamentos, de acordo com a sua necessidade. Por isso, veremos cada vez mais soluções modernas e convenientes como a pulseira Trigg”, completa.

A Visa realizou um extenso trabalho no último ano com os parceiros para aumentar a receptividade da tecnologia NFC nos meios de pagamento. “Hoje, mais de 3 milhões de maquininhas em todo o Brasil já aceitam pagamento com essa tecnologia”, explica Abreu.

A Trigg e a Visa lançaram ainda a promoção "Meu momento de volta" no Facebook e Instagram e assim como o Cashback, em que parte do que é gasto em suas compras volta para o cliente. O concurso pretende incentivar os clientes a relembrarem bons momentos do passado que gostariam de trazer de volta. Os participantes devem ser clientes Trigg e comentar no post oficial do Facebook ou postar no Twitter e Instagram fotos antigas, textos ou vídeos.

Os dez melhores momentos levarão R$ 1 mil em Cashback, cada, e a nova band da Trigg. O concurso vai até 18/11 e os interessados podem postar quantas fotos quiserem utilizando a #TBTriggVisa. O resultado com os nomes dos dez ganhadores será divulgado em 11/12 nas redes sociais.

Segundo a Juniper Research, até 2019, o valor global das transações sem contato feitas via cartões de pagamento - mobile e wearables - chegará a US$ 1,3 trilhão, mais do que duplicando a estimativa de US$ 590 bilhões, em 2017.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »