RFID Noticias

Governo anuncia estudo de IoT dentro do prazo

O relatório do Plano de Ação IoT foi apresentado por autoridades federais durante evento de telecomunicações em São Paulo

Por Edson Perin

5 de outubro de 2017 - O cronograma do governo federal para apresentação do Plano de Ação para Internet das Coisas (ou IoT, do inglês, Internet of Things) foi cumprido à risca. Ou seja, o estudo foi apresentado nesta semana em evento de telecomunicações em São Paulo por autoridades como o secretário do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Maximiliano Martinhão, e o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carlos Alexandre Jorge da Costa.

Em dezembro de 2016, o BNDES apresentou uma chamada pública para IoT, visando a receber propostas para obtenção de apoio financeiro não reembolsável para proposição de políticas públicas sobre IoT, tema que entrou oficialmente para a agenda estratégica do governo brasileiro. Na ocasião, o ministro Gilberto Kassab, titular do MCTIC, assinou na sede do BNDES, no Rio de Janeiro (RJ), a transferência ao banco de R$ 17 milhões com foco nas iniciativas de IoT.

Em 2016, no lançamento do Plano Nacional de IoT: o ministro Gilberto Kassab, no púlpito, e - na mesa - a diretora do BNDES Cláudia Prates, a então presidente do BNDES Maria Sílvia Bastos Marques e o secretário de Políticas de Informática do MCTIC Maximiliano Martinhão (foto: Edson Perin)
O acordo foi firmado com a então presidente do BNDES, Maria Sílvia Bastos Marques, e com a presença do consórcio formado por McKinsey & Company, Fundação CPqD e Pereira Neto|Macedo Advogados (leia mais em BNDES apresenta chamada pública para IoT).

De acordo com o relatório apresentado nesta semana (clique aqui para ler na íntegra), a Internet das Coisas é uma oportunidade única e o Brasil está muito bem posicionado para capturar todo o seu valor.

"Até 2025, a Internet das Coisas terá um impacto econômico maior do que robótica avançada, tecnologias cloud e até mesmo do que a internet móvel", diz o relatório. "O impacto esperado no Brasil é de US$ 50 a 200 bilhões por ano, o que representa cerca de 10% do PIB do nosso país".

Ao longo de 2017, os integrantes do consórcio, o BNDES e o MCTIC investiram tempo e esforço, segundo as autoridades, para permitir que o Brasil esteja apto a se beneficiar dessa onda tecnológica. "O Plano de Ação de IoT para o Brasil é um marco fundamental nessa trajetória, pois ele consolida uma visão estratégica sobre Internet das Coisas", argumenta o relatório. "Sua construção colaborativa engajou diversos atores dos setores público e privado, de associações empresariais e da academia".