RFID Noticias

Sistema rastreia equipamentos de segurança da Fiji Airways

A companhia aérea descobriu que as inspeções, que anteriormente demoravam horas por avião, agora podem ser realizadas dentro de alguns minutos usando RFID

Por Claire Swedberg

21 de setembro de 2017 - A Fiji Airways está fazendo de modo mais eficiente as inspeções de equipamentos de emergência nas cabines de sua frota de 15 aviões, com o uso da tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID). A empresa instalou o sistema em seus 4.000 equipamentos de emergência neste ano e consegue fazer as inspeções em questão de minutos.

O sistema não só faz o trabalho dos inspetores mais rápido e com menos erros, mas também evita os atrasos nos voos que poderiam resultar de longas verificações de equipamentos de emergência, de acordo com Marco Andreacchio, gerente de projeto sênior da EAM RFID Solutions, uma divisão da EAM Worldwide, empresa que forneceu a tecnologia. A solução consiste em etiquetas afixadas em equipamentos de emergência, leitores de mão para interrogar essas tags e software residente no servidor da Fiji Airways. A longo prazo, a companhia aérea pretende usar a tecnologia não só para fazer inspeções mais rápidas e automáticas, mas também para coletar dados históricos para fins analíticos.

A Fiji Airways é uma companhia aérea internacional com base em Nadi que voa para 10 países, incluindo os Estados Unidos. Nos intervalos mensais e semanais, a companhia aérea realiza inspeções para monitorar a presença e condição do equipamento de emergência na cabine, bem como qualquer data de validade. Antes da instalação do sistema RFID, cada inspeção variava de 90 minutos para aeronaves pequenas e oito horas para aviões maiores, para garantir que todo o equipamento estava no lugar e em bom estado de funcionamento.

A Fiji Airways começou a investigar a RFID no ano passado como parte da implantação do Sistema de Supervisão de Gestão Aérea (AMOS). No meio do ano, a companhia começou a trabalhar com a EAM Worldwide para desenvolver uma solução no escritório de Dubai. A EAM Worldwide já fornecia à Fiji Airways seus coletes salva-vidas habilitados com RFID, desde 2009.

A companhia aérea lançou a tecnologia em janeiro deste ano, começando com um programa de treinamento de uma semana para aproximadamente 60 funcionários, que aprenderam a usar a RFID em uma variedade de aeronaves. A maioria dos equipamentos precisava ser etiquetada. A Fiji Airways aplicou as tags RFID UHF da William Frick and Co., usando as especificações AS5678A. Os coletes salva-vidas já vieram com etiquetas globais da EAM embutidas no ponto de fabricação.