RFID Noticias

CPqD lança solução para cidades inteligentes

O sistema IoT desenvolvido em parceria com a Exati oferece um gateway que gerencia uma rede de comunicação sem fio por meio da iluminação pública

Por Edson Perin

21 de agosto de 2017 - O CPqD, de Campinas (SP), acaba de anunciar uma solução que utiliza a iluminação pública como plataforma de Internet das Coisas (ou IoT, do inglês Internet of Things) para cidades inteligentes (ou, em inglês, smart cities). O projeto é fruto da parceria com a Exati Tecnologia, empresa de Curitiba (PR) que oferece uma plataforma para gestão de IP (Internet Protocol ou protocolo de internet) atualmente utilizada em mais de 200 cidades brasileiras.

A Unidade Embrapii CPqD e a Exati criaram um gateway que gerencia uma rede de comunicação sem fio, à qual podem ser conectados diversos dispositivos para smart cities, segundo Dênis Weis Naressi, CEO da Exati. "Em conjunto com a aplicação de gerenciamento de IP da Exati, a nova solução constitui uma rede inteligente de iluminação pública e outros serviços", afirma.

Sensor desenvolvido pelas empresas parceiras
O desenvolvimento segue uma tendência já constatada pelo RFID Journal Brasil, segundo a qual, as plataformas de IoT começam a enxergar o sistemas de iluminação como uma saída inteligente e prática de viabilizar a conectividade de dispositivos (leia mais em Lâmpadas inteligentes vão mudar o mundo.

Naressi afirma que a modernização dos sistemas de iluminação pública, que vem acontecendo em todo o país, traz uma grande oportunidade para os municípios interessados em aderir ao conceito de cidades inteligentes. Afinal, a mesma infraestrutura de conectividade empregada para a telegestão da iluminação pública (IP) pode ser utilizada, também, por outras aplicações de Internet das Coisas (IoT) que tornam a cidade inteligente.

Entre as vantagens do produto, destaca Naressi, estão o tamanho compacto, a fácil instalação e o baixo custo de aquisição e manutenção. "Ao contrário das soluções atuais, que são instaladas em prédios, torres ou postes e necessitam de equipes especializadas para operação, esse novo produto pode ser instalado diretamente nas luminárias, por qualquer eletricista".