RFID Noticias

Dispositivos IoT conectam máquinas antigas

Empresa dos EUA desenvolve sistema modular para permitir rastreamento sem fio para máquinas industriais não conectadas em rede, com funcionalidade RFID

Por Claire Swedberg

11 de julho de 2017 - Muitas novas máquinas industriais estão sendo construídas com inteligência para permitir a conectividade via Internet of Things (IoT), mas milhões de máquinas que ainda estão em operação não possuem essa conectividade. Um grupo de engenheiros da Carnegie Mellon criou uma empresa que oferece um produto para que as máquinas antigas falem com as outras.

A startup de Pittsburg, conhecida como Interstacks, está oferecendo um sistema modular baseado em IoT que se encaixa como blocos de Lego, permitindo aos usuários ou integradores de sistemas simplesmente conectarem blocos de funcionalidade para criar sistemas com sensores sem fio da maneira que quiserem. A pilha de blocos pode então ser anexada a uma máquina para conectá-la a uma rede.

Os usuários podem conectar blocos de funcionalidades em uma chamada Superbase para criar um sistema que incorpora conectividade sem fio e sensores
Dezenas de empresas de manufatura estão agora testando a tecnologia para rastrear as condições em torno de suas instalações e especialmente as máquinas dentro dessas instalações.

A Interstacks oferece uma variedade de blocos que podem ser usados; o único requisito é um bloco base, conhecido como Superbase, que serve como uma CPU. Os blocos que podem ser construídos sobre essa base fornecem uma variedade de funções. Por exemplo, um bloco Wi-Fi permite a transmissão para um servidor Wi-Fi, enquanto um bloco HDMI permite que uma tela externa seja anexada ao dispositivo, um bloco remoto infravermelho pode habilitar a capacidade infravermelha e um bloco expansor de I/O permite que LEDs, sensores e interruptores sejam adicionados. A empresa em breve pretende lançar um bloco baseado em celular e atualmente está trabalhando em um bloco baseado em RFID UHF.

Aproximadamente cinco anos atrás, os fundadores da Interstacks começaram a projetar tecnologia no laboratório de pesquisa da Maya Design. A Interstacks foi lançada para vender o produto desenvolvido há um ano atrás, diz Gary Kiliany, CEO da empresa.