RFID Noticias

Aeroporto de Londres prepara aplicativos com beacons

Os 2.000 dispositivos irão guiar passageiros para voos, oferecer promoções em lojas e fornecer dados de localização dos funcionários

Por Claire Swedberg e Edson Perin

8 de junho de 2017 - Assim como o Aeroporto RIOgaleão, do Rio de Janeiro (RJ), o londrino Gatwick Airport instalou 2.000 beacons Bluetooth Low Energy (BLE) em seus dois terminais para ajudar os passageiros a se guiar para voos e receber diversos tipos de notificações push. O sistema, conhecido como "indoor blue dot" (ponto azul interno), foi fornecido pela empresa Pointr Labs. A solução já está em operação, mas levará alguns meses até que qualquer aplicativo ofereça funcionalidades que funcionários e passageiros possam usar. O objetivo é que vários aplicativos sejam criados para usar os dados baseados em proximidade, inclusive pelo aeroporto, companhias aéreas e lojas. No Rio de Janeiro, no entanto, vários aplicativos já estão funcionando (leia mais em Aeroporto RIOgaleão implanta 3.000 beacons BLE).

O aeroporto de Gatwick é um dos quatro principais aeroportos internacionais que atendem a área de Londres. Em 2016, 43,2 milhões de passageiros viajaram por lá - 7,1% mais do que no ano anterior. No final de 2015, o aeroporto lançou uma aplicação para ajudar funcionários a se comunicarem entre si e a visualizarem os detalhes de cada voo. No entanto, nem este aplicativo nem nenhum outro atendia o cliente final.

Abhi Chacko
O Gatwick Airport agora está trabalhando com os desenvolvedores de aplicativos para incorporar os dados dos beacons do aeroporto, diz Abhi Chacko, diretor de TI do aeroporto. Os desenvolvedores usam um kit de desenvolvimento de software (SDK) da Pointr Labs para criar a funcionalidades em seus próprios aplicativos.

A funcionalidade aos usuários finais dependerá dos aplicativos, diz Chacko. Por exemplo, acrescenta, no caso de uma companhia aérea, "estas poderiam mostrar a rota para o portão de partida, se a informação estiver disponível no aplicativo". Os comerciantes do aeroporto podem oferecer ofertas ou cupons ao passageiro quando passarem pelas lojas.

Em primeiro lugar, a tecnologia permite capacidade de consulta. Os aeroportos, em geral, podem ser lugares complexos para transitar, diz Chacko, então o Gatwick optou por lançar o sistema BLE para ajudar os passageiros a acessar mapas internos - o que, a longo prazo, pode ser usado, junto com o aeroporto, companhia aérea e outros aplicativos de terceiros, para melhorar a experiência de estar no estabelecimento, diz ele.

O Wayfinding não só poderia direcionar os passageiros rapidamente para o seu portão de voo ou para a linha de segurança adequada, mas também ajudar a encontrar o banheiro mais próximo ou caixa eletrônico. "A navegação mais fácil tem o potencial de reduzir o número de voos perdidos ou atrasados", afirma Chacko, "porque as companhias aéreas podem fornecer informações baseadas na proximidade dos passageiros".