RFID Noticias

Empresa aumenta sensibilidade dos fios RFID

O E-Thread da Primo1D está sendo testado por empresas de manufatura de têxteis para rastrear peças e produtos onde não cabe bem uma etiqueta RFID afixada

Por Claire Swedberg

30 de maio de 2017 - A francesa Primo1D comercializa fio RFID passivo UHF para fabricantes de têxteis, assim como para o mercado de manufatura, para permitir a incorporação de tags RFID diretamente em roupas ou materiais. A tecnologia não é apenas destinada para uso em vestuário e varejo, mas também está sendo experimentada em produtos que não se prestam bem à fixação de um adesivo ou tag pendurada.

Desde a introdução da tecnologia, a empresa desenvolveu a solução ainda mais para criar técnicas melhoradas de adaptação de impedância. Isso significa que o E-Thread pode ser lido no dobro da distância, de 7 metros a 12 metros. Também pode ser menor do que seu antecessor, dependendo da aplicação.

Primo1D's E-Thread
O E-Thread é um fio RFID para o qual a antena é construída na própria estrutura do fio. A empresa usa chips RFID padrão que normalmente medem 445 micrômetros por 490 micrômetros ou menores.

A empresa, criada em Grenoble, em 2013, diz ter atingido uma produção de 5 milhões de unidades com o lançamento de seu novo equipamento de produção. "Isto se deve em grande parte aos investimentos realizados nos últimos dois anos para ampliar a tecnologia de fabricação e produção e equipamentos relacionados", diz Alain Papanti, diretor de vendas e marketing da Primo1D .

A empresa é um spin-off dos esforços do instituto francês CEA-Leti CEA-Leti. Nesse instituto, os pesquisadores desenvolveram o fio RFID como parte de um projeto europeu conhecido como Platform for Advanced Smart Textile Applications (PASTA ou Plataforma para Aplicações Avançadas de Têxteis Inteligentes, para desenvolver inteligência em têxteis.