RFID Noticias

GuardRFID leva RTLS para locais remotos

Leitores a energia solar, projetados para serem fáceis de instalar, têm baixo custo de operação em áreas onde não há energia ou conectividade

Por Claire Swedberg

23 de maio de 2017 - Várias empresas estão testando ou implantando um sistema de localização em tempo real a energia solar (RTLS) da empresa de tecnologia canadense GuardRFID Solutions que se destina a fornecer dados de localização a baixo custo sobre pessoas e coisas em lugares remotos. A plataforma de localização em tempo real AllGuard permite que a tecnologia RFID RTLS ativa seja rápida e facilmente implantada em locais que não possuem fontes de energia ou conectividade de rede, diz Zahir Abji, presidente e CEO da GuardRFID, ou que não podem acomodar cabeamento e instalações permanentes.

O sistema consiste em leitores de etiquetas sem fio RFID (433 MHz RFID) que podem ser montados em estruturas existentes ou colocados em locais estratégicos em um tripé. Eles vêm com painel solar de 24 por 36 polegadas para alimentar os leitores, que coletam informações e usam uma conexão Wi-Fi para enviar dados lidos para um hub e depois de volta para o servidor baseado em nuvem, da GuardRFID, via celular ou conectividade por satélite. O middleware do cliente (as empresas podem usar seu próprio software, se preferir), em seguida, interpreta os dados de localização e envia essas informações para o software da empresa. Se nenhuma conectividade estiver disponível, os leitores armazenam os dados até que possam ser acessados.

Um painel solar que mede 24 por 36 polegadas alimenta os leitores de RFID
O sistema também vem com Solar Powered Tag Exciters (SPTEs) para fornecer maior granularidade de localização. Cada excitador GuardRFID serve para despertar uma etiqueta através de sua transmissão de 125 KHz, solicitando a resposta da tag. Os leitores alimentados por energia solar capturam o número de identificação de cada tag com a identificação do excitador e o software GuardRFID indica o local da etiqueta.

Desta forma, diz Abji, as empresas podem criar uma variedade de soluções a um custo relativamente baixo. Os parceiros da GuardRFID estão implantando a tecnologia em várias empresas que pediram para permanecer anônimas. Os usuários podem rastrear itens como veículos que se deslocam em estaleiros, ou outros equipamentos, ativos e pessoal em locais onde a infraestrutura permanente RTLS não é viável.