RFID Noticias

PervasID lança leitor com menos antenas

O Space Ranger 9200 oferece dados de localização em tempo real dentro de células de 400 metros quadrados com quase 100% de precisão

Por Claire Swedberg

19 de maio de 2017 - A empresa de tecnologia britânica PervasID lançou a versão mais recente do seu leitor de teto plano RFID UHF, que, de acordo com a empresa, oferece uma instalação mais fácil do que seu antecessor e com 75% menos antenas e 50% menos requisitos de cabeamento. O sistema pode atingir perto de 100% de precisão dentro de zonas, em tempo real, relata a empresa. O novo produto foi testado por várias empresas nos setores de varejo e saúde, e está sendo lançado comercialmente agora.

O sistema de leitura passivo RFID captura etiquetas RFID dentro de células de aproximadamente 400 metros quadrados, diz Sithamparanathan Sabesan, CEO da empresa. E difere de outros sistemas fixos de RFID, na medida em que requer menos antenas para capturar dados e oferece mais de 99% de precisão de leitura.

A maioria dos leitores RFID UHF, diz Sabesan, podem ler tags dentro de áreas maiores, mas com menos precisão (normalmente 80%, de acordo com a PervasID) do que o Space Ranger 9200, porque os sistemas tradicionais devem lidar com áreas de baixa transmissão de RF pelas tags. Para garantir que todas sejam lidas dentro de uma zona, as tags nessas áreas de baixa transmissão normalmente precisam ser movidas de tempos em tempos. Isso significa que a captura em tempo real não está sendo realizada.

O Space Ranger foi criado para resolver esse problema, informa a empresa. A PervasID foi lançada em 2011, quando seus fundadores, da Universidade de Cambridge, desenvolveram um leitor RFID que emprega um sistema de antena distribuída (DAS). O sistema consiste de uma matriz de antenas que capturam números de ID dentro da zona do leitor. O interrogador da PervasID pode transmitir sinais de RF através de feixes largos que enchem uma zona e capturam a presença de etiquetas RFID,

O Space Ranger 9100 foi a primeira versão do produto, foi testada por um punhado de empresas - principalmente varejistas de vestuário - que pediram para permanecer anônimos. O 9200 desde então tem sido desenvolvido e está sendo testado este ano por algumas das mesmas empresas.

O 9200 oferece vários benefícios sobre o 9100, diz Sabesan. Enquanto o 9100 tinha de usar oito antenas, o 9200 utiliza consideravelmente menos antenas. Um único leitor é centrado em uma "célula" ou zona, com quatro antenas posicionado nos quatro cantos da célula. A implantação consistiria de uma grade de telhado de células, de modo que cada antena poderia servir para três células em sua proximidade. Uma vez que uma antena serve várias células, isso significa que haveria 75% menos antenas instaladas em geral do que com o 9100. Além disso, o leitor central, com sua própria antena embutida, usa Power-over-Ethernet e links de dados de volta para um gateway, com 32 leitores ligados a um único gateway.