RFID Noticias

RFID automatiza atividades da Weatherford

A empresa de serviços petrolíferos está implantando RFID para fechar ou abrir válvulas e, assim, permitir o fluxo de fluidos

Por Claire Swedberg

25 de abril de 2017 - A empresa global de serviços de campos petrolíferos Weatherford expandiu seus programas de tecnologia RFID existentes para gerenciar a operação de ferramentas durante a fraturação hidráulica. Por quase uma década, a empresa tem desenvolvido a identificação de radiofrequência (RFID) para controlar as ferramentas downhole, que são implantadas em um poço durante a perfuração e operações de conclusão.

Durante os últimos dois anos, a Weatherford desenvolveu um novo sistema que emprega RFID para controlar remotamente os processos de fraturamento hidráulico ao acionar a abertura e fechamento de válvulas para controlar os movimentos de líquidos até 5 milhas abaixo da superfície ou subaquática.

Euan Murdoch, da Weatherford
O sistema reduz os custos de intervenção e o risco, reduzindo o tempo necessário para operar o equipamento de custo elevado e tradicionalmente usado para manipular ferramentas de poços. O que pode levar dois dias com ferramentas manuais, diz Euan Murdoch, gerente da linha de produtos completos RFID da Weatherford, pode ser realizado em poucas horas com RFID.

A Weatherford é uma das maiores empresas de serviços de campos petrolíferos que fornecem tecnologias e serviços para avaliação de formação, construção de poços, conclusão, estimulação e produção.

O fraturamento hidráulico é uma técnica pela qual a rocha é fraturada por bombeamento de líquido pressurizado para estimular reservatórios de petróleo ou gás natural. Para conseguir isso, as empresas injetam fluido fracking que inclui água e areia em um reservatório, criando assim fendas adicionais nas quais petróleo ou gás podem fluir.

O sistema AutoFrac utiliza RFID passivo de 125 kHz de baixa frequência (LF). Durante o processo de fracking, os prestadores de serviços devem inserir ferramentas mecânicas nos poços para realizar tarefas como abertura e fechamento de válvulas e mangas que controlam a passagem de fluidos do poço para a superfície ou na outra direção. Estas válvulas e mangas ficam longe da superfície, em muitos casos. O uso de RFID para atuar nas ferramentas de fundo de poço permite que o pessoal na superfície encaminhe uma ferramenta específica sem afetar as outras. Quando os marcadores não são capazes de circular, os operadores utilizam uma sequência de ciclos de pressão nos fluidos injetados para realizar a comutação das válvulas ou abertura e fechamento. Essas tecnologias criam em conjunto a lógica operacional ideal para maximizar a produtividade.

A Weatherford desenvolveu sua própria solução baseada em RFID, explica Murdoch, que foi implantado no Mar do Norte e em outros lugares.