RFID Noticias

Sistema IoT controla estoques com RFID e câmeras

A solução da BT Global Services permite usar múltiplas tecnologias sob uma única plataforma, para gerenciar inventário e tráfego de clientes

Por Claire Swedberg

14 de fevereiro de 2017 - A varejista de roupas e camisas de luxo do Reino Unido Thomas Pink lançou uma iniciativa de Internet das Coisas (IoT, do inglês, Internet of Things) em sua loja de Wall Street, em New York City, com RFID UHF e tecnologia baseada em câmeras da RetailNext, para rastrear o movimento das mercadorias em tempo real. A solução, fornecida pela BT Global Services, é conhecida como plataforma de varejo Acuitas Digital Alliance e usa Intel RFID IoT Responsive Retail Platform hardware, o software SATO Global Solutions para gerenciar dados RFID e o sistema de câmeras RetailNext para interpretar as informações de gerenciamento de lojas.

A BT oferece soluções RFID para varejistas de vestuário, cosméticos e artigos de luxo desde 2004. No entanto, diz Tom Wolf, VP da Global Services para varejo global e bens de consumo embalados, a abordagem baseada em plataforma IoT está em prática há aproximadamente um ano. A combinação de múltiplas tecnologias em uma única plataforma permite que os varejistas usem uma solução integrada que fornece os conceitos básicos de gerenciamento de inventário baseado em RFID, bem como outras aplicações. Estas incluem o gerenciamento de salas de provadores, espelhos inteligentes, câmeras, tecnologia infravermelha (IR) e beacons Bluetooth Low Energy (BLE).

Tom Wolf
Em janeiro de 2016, a BT ajudou a lançar a Acuitas Digital Alliance para desenvolver uma solução mais holística. Os membros da aliança incluem BT, Intel (que fornece a tecnologia RFID), RetailNext, NexGen Packaging (que fornece tags RFID), a SATO Global Solutions (que fornece o software para gerenciar dados de leitura de sensores e RFID) e a empresa de proteção de marca de tecnologia digital Valmarc Corp.

Thomas Pink é o primeiro varejista a anunciar publicamente um piloto com esta solução. A empresa, fundada em Londres em 1984, recebeu o nome de um alfaiate do século XVIII que fabricava casacos de caça escarlate. A empresa agora opera mais de 90 lojas em todo o mundo, com lojas de alto nível em Londres, Nova York e Paris. A Thomas Pink optou por lançar o piloto para rastrear camisas para homens em Wall Street, e pretende determinar seus planos de implantação com base nos resultados da avaliação. Os dados de conclusão do piloto ainda não foram apresentados.

Durante os próximos meses, o sistema rastreará o movimentam de algumas das camisas da empresa pela loja. A Thomas Pink não quis comentar esta matéria, mas em um comunicado à imprensa, disse que a solução fornecerá dados de inventário para garantir que a mercadoria esteja disponível, ao mesmo tempo em que acompanha o movimento do tráfego de clientes e vendedores pela loja.

A implantação da RFID consiste em múltiplos leitores fixos da Intel, montados no teto, juntamente com gateway e software que compreendem a Plataforma de Varejo Intel Responsive. Os leitores individuais capturam transmissões de tags quando detectam que uma tag está em movimento. Esses dados são encaminhados para um gateway, que, por sua vez, filtra as informações. O software da Plataforma de Vendas Responsive encaminha os dados de localização para o software SATO Global Solutions.