RFID Noticias

Festival Monkey Week testa nova tecnologia

Pulseiras habilitadas com NFC e aplicativos baseados em nuvem permitem que organizadores de festivais controlem acesso e compras do público

Por Claire Swedberg

27 de dezembro de 2016 - A empresa espanhola de soluções para ingressos e entradas Ticketea lançou um sistema de identificação por radiofrequência que pode ter como base a solução existente para gerenciamento dos festivais que solicitam a tecnologia. O sistema baseado em RFID Near Field Communication (NFC) fornece controle de acesso, ao mesmo tempo em que permite oferecer aos participantes pagamentos sem dinheiro e links para redes sociais através de uma pulseira habilitada para RFID. Recentemente, a Ticketea forneceu o sistema para o Monkey Week, um festival de música realizado em outubro na Espanha.

O Monkey Week, realizado anualmente desde 2013, apresenta mais de 200 bandas em 13 palcos. O festival não só inclui performances de bandas conhecidas, mas também serve como fórum de discussão para aqueles que trabalham no negócio da música. Os participantes pagam US$ 69 pelo acesso ao festival de três dias. Aproximadamente 1.500 pessoas participaram do evento deste ano.

Um funcionário lê a tag NFC na pulseira de um participante
O festival está usando o software de gerenciamento da Ticketea desde o início. Neste ano, no entanto, incorporou a tecnologia NFC ao sistema também.

A Ticketea foi fundada em 2009 como uma empresa de tecnologia de eventos focada na venda de soluções que permitem aos clientes gerenciar seus serviços de emissão de bilhetes e serviços relacionados. "Queremos trazer a capacidade de organizar um evento para todos e fornecer todas as ferramentas para isso", diz Andrés San José, diretor de desenvolvimento de negócios internacionais da Ticketea.

No passado, isso consistia em fornecer os ingressos e software para gerenciar a emissão de bilhetes. No ano passado, no entanto, a Ticketea se interessou em oferecer tecnologia RFID para tornar o acesso ao festival automático para os portadores de bilhetes e permitir que os gerentes de eventos ofereçam aos participantes novas opções de pagamento, bem como a capacidade de se conectar a redes sociais.

"Até lançarmos, havia vários prestadores de serviços do mercado de festivais que estavam oferecendo RFID de modo autônomo", lembra San José, "para que o controle de acesso ou emissão de bilhetes fossem oferecidos, mas não pagamento ou redes sociais. Tivemos algumas experiências com alguns deles, mas nenhuma completa como gostaríamos que fosse". A empresa decidiu desenvolver a sua funcionalidade RFID como parte de sua solução completa. "Tentamos oferecer uma solução 360 graus para os organizadores de eventos", explica.