RFID Noticias

Empresa da Boeing comercializa sistemas IoT

A solução da Tapestry Solutions usa plataforma desenvolvida pela empresa de aviação para gerenciar 50 locais com RFID ou outros sensores

Por Claire Swedberg

21 de dezembro de 2016 - Um ano depois de lançar uma solução baseada em Internet de Coisas (ou IoT, do inglês, Internet of Things) para capturar e gerenciar a identificação por radiofrequência e outros dados de sensores de 50 sites de montagem da Boeing, a empresa de software baseada em San Diego Tapestry Solutions está comercializando uma versão do sistema Enterprise Sensor Integration (ESI), que se destina a grandes empresas em várias indústrias.

Na Boeing, a solução existente – denominada Sistema de Gestão de Informação Automatizada (AIT-IMS) – gerencia todos os dados coletados de mais de 1.000 dispositivos de sensores diferentes, como leitores, receptores e pontos de acesso em toda a empresa aeroespacial norte-americana. Os dados geridos de forma centralizada no servidor da Boeing chegam de leitores RFID passivos e ativos, bem como de tecnologia GPS e múltiplas plataformas de software, com as quais os usuários acessam dados sobre ativos, work in progress (WIP) e materiais de várias localidades.

Três conjuntos de asas de 747 são montados na fábrica da Boeing Everett, uma das 50 plantas da companhia nos Estados Unidos, onde a tecnologia ESI rastreia todas as partes e ferramentas em toda a cadeia de suprimentos
O recém-lançado sistema ESI é uma plataforma de software escalável destinada a ser usada em toda a empresa, diz Mike Spencer, vice-presidente de vendas e marketing global da Tapestry Solutions, que é sensor-agnóstico, o que significa que pode gerenciar dados de todas as variedades de leitores RFID, incluindo UHF, alta frequência (HF) e RFID ativo, bem como redes Wi-Fi e outros sensores. O ESI, que pode ser baseado em nuvem ou residir no servidor de um usuário, integra todos os fluxos de dados e permite que os usuários não apenas localizem itens, mas também recebam alertas e conduzam análises.

A Tapestry Solutions forneceu um middleware baseado em sensores para o U.S. Department of Defense (Departamento de Defesa dos Estados Unidos) durante anos. A empresa chegou à Boeing em 2008, quando a empresa aeroespacial estava buscando um sistema para gerenciar muitos sistemas RFID independentes e outros sistemas baseados em sensores instalados em suas filiais de todo o mundo. A Boeing adquiriu a Tapestry Solutions no mesmo ano, e em 2013 começou a integrar seus sistemas com o AIT-IMS. A Boeing e a Tapestry Solutions passaram dois anos implantando a solução. A tecnologia foi lançada em 2014.

Trabalhadores na planta de San Antonio da Boeing usam o sistema de RFID para controlar recursos, inventário e WIP
Antes da implantação da tecnologia AIT-IMS, Spencer diz que "a Boeing tinha um grande problema e que muitas empresas têm". A empresa tem milhares de ativos distribuídos em todo o mundo, a maioria dos quais são de alto valor. A Boeing tinha estabelecido dezenas de sistemas – usando vários tipos de sensores, tanto RFID quanto outros – mas poucos eram integrados. "A Boeing nos pediu para construir uma solução que juntasse os dados de uma variedade de sensores, leitores de RFID e plataformas de software".

A Tapestry Solutions trabalhou com as divisões de aviões comerciais, defesa, espaço e segurança da Boeing. O sistema resultante, segundo Spencer, baseou-se em soluções similares fornecidas para o exército dos EUA e teve que acomodar uma variedade de tipos de hardware. "A Boeing tinha diferentes tipos de sistemas RFID que eram melhores para diferentes processos", explica. Por exemplo, vários ativos e materiais requerem uma variedade de tags RFID, ultra-wideband (UWB) ou Wi-Fi.