RFID Noticias

River Island automatiza reabastecimento em 280 lojas

A instalação de leitores, tags e aplicativo RFID visa a contagem de estoque de cada loja, com o intuito de garantir a disponibilidade de produtos

Por Claire Swedberg

30 de novembro de 2016 - A varejista de moda River Island está lançando uma solução de identificação por radiofrequência (RFID) em todas as suas 280 lojas em todo o mundo. O sistema !D Cloud EPC UHF RFID foi desenvolvido pela Nedap Retail, sediada nos Países Baixos. A implantação prevê múltiplas fases e foi testada em sete lojas da rede. Agora, a varejista acompanhará cada produto em todas as 280 lojas, usando tags aplicadas pelos fornecedores. No entanto, o uso do sistema RFID está concentrado em apenas um único processo, diz Jon Wright, diretor de prevenção e segurança global de perdas da River Island. A tecnologia, que consiste em leitores portáteis da Nedap e software e aplicativo !D Cloud, inicialmente monitorará apenas os níveis de estoque gerais dentro de cada loja e, assim, possibilitará uma reposição automatizada mais precisa, com o objetivo de aumentar as vendas.

Segundo a empresa, o piloto mostrou que a tecnologia RFID elevou a precisão do inventário de River Island para 97%, ao mesmo tempo que aumentou significativamente as vendas.

Funcionário de River Island usa leitor da mão Nedap !D Hand 2, conectado a um smartphone, para fazer inventário em uma loja
A River Island adotou uma abordagem sistemática para a sua implantação RFID, explica Wright, começando com a identificação do melhor caso de uso e o testou em várias lojas, em seguida, medindo os resultados e planejando a tecnologia em etapas.

Wright se juntou à empresa há três anos para liderar seus esforços globais de prevenção de perdas, trazendo sua experiência com RFID. Desde o início, diz, ele planejou investigar como a tecnologia poderia beneficiar a varejista, melhorando a precisão de seu inventário, a fim de aumentar as vendas e permitir compras omnichannel via internet. A empresa considerou vários fornecedores de RFID antes de escolher a Nedap, mas descobriu que as soluções oferecidas eram rígidas demais para os requisitos da River Island. Enquanto a maioria dos varejistas procuram implantar o sistema para múltiplas funções, como a prevenção de perdas, agilizando as transações no ponto de venda ou rastreando mercadorias do estoque ao piso de vendas, a River Island queria uma abordagem mais simples.

"Decidimos que a melhor forma seria focar no que proporcionaria o maior resultado para o nosso dinheiro", diz Wright. Ao ter produto suficiente em cada loja, a River Island espera reduzir o risco de perdas de vendas, favorecendo-se pelos pedidos automáticos de reabastecimento quando o estoque de um determinado SKU cair para um certo nível.

A implantação piloto de RFID da River Island diverge da abordagem adotada por muitos varejistas em termos de seleção de SKUs a serem etiquetados. Enquanto alguns fornecedores de tecnologia RFID recomendam começar com um piloto de RFID que envolva a etiquetagem de determinados produtos de alta rotatividade, Wright diz que tal abordagem não teria sido eficaz nas lojas da River Island. Isto porque itens de rotatividade acelerada como jeans tendem a ser estocados em volumes maiores em lojas, a fim de evitar a falta nas prateleiras.