RFID Noticias

Empresa aérea automatiza check-in

Sistema da indiana SpiceJet permite aos passageiros receber cartão de embarque logo que chegam ao aeroporto ou tocam o telefone em etiquetas RFID

Por Claire Swedberg

25 de agosto de 2016 - Em um esforço para reduzir o tempo de espera dos passageiros, a companhia aérea indiana SpiceJet lançou um sistema de check-in automatizado no Hyderabad International Airport que usa tecnologias de identificação por radiofrequência (RFID) como Bluetooth Low Energy (BLE) e Near Field Communication (NFC). A solução permite aos passageiros fazer check-in para voos via aplicativo de smartphone. A companhia aérea está agora em negociações com outros aeroportos para expandir o sistema.

Na maioria dos aeroportos indianos, os passageiros devem obter um cartão de embarque impresso, seja no aeroporto ou através de um processo de check-in baseado na web. O documento acrescenta uma camada extra de segurança, uma vez que é carimbado por agentes para garantir que cada passageiro tenha concluído o processo de triagem. Este processo, no entanto, pode levar a longas filas, de acordo com Glória Nelson, vice-presidente sênior de TI da SpiceJet. Os passageiros chegam ao aeroporto até três horas de antecedência do seu voo. Autoridades de segurança inspecionam e carimbam cada passe e o pessoal das companhias aéreas e agentes de segurança no portão examinam cada selo. Mesmo se um aeroporto aceitar cartões de embarque eletrônicos, os passageiros devem usar o aplicativo ou o site para inserir seu ID de check-in.

Na área de saída da companhia aérea, os usuários da aplicação da SpiceJet podem tocar seus smartphones contra uma tag RFID NFC embutida em um sinal para iniciar o processo de check-in
Tudo isso gera alguns inconvenientes para os passageiros, diz Nelson. A SpiceJet é uma companhia aérea econômica com 38.000 a 40.000 passageiros voando diariamente ou cerca de um milhão de passageiros por mês. "Queríamos uma tecnologia para transformar o processo de check-in em algo mais ágil. Nós pensamos: 'por que não deixar que a tecnologia forneça o check-in automaticamente?'"

A empresa realizou algumas sessões de brainstorming, afirma Nelson, antes de se estabelecer em um sistema que usaria aplicativo existente da companhia aérea (tipicamente usado para reservar voos), bem como permitir aos passageiros o check-in via app ou usando beacons ou NFC. O Hyderabad Airport está entre os primeiros aeroportos na Índia que não requerem um cartão de embarque impresso. Ele pode aceitar um passe eletrônico (exibido em uma tela do telefone móvel) e o pessoal de segurança segue instruções para indicar que os passageiros foram rastreados.

Os empregados da linha aérea podem ver os dados sobre a leitura do código QR exibido no cartão de embarque eletrônico e, assim, confirmar que o indivíduo tenha completado o inquérito de segurança. Como o Hyderabad tem um sistema para o uso de cartões de embarque eletrônicos, a SpiceJet optou por lançar seu sistema de check-in automatizado lá. A empresa de software Xebia ajudou a SpiceJet a adicionar NFC e funcionalidades beacon no software de gerenciamento da companhia aérea.

Assim, a SpiceJet instalou beacons Estimote em vários locais de partida e descarga na área externa do aeroporto e perto do balcão de check-in dos seus voos.