RFID Noticias

Loja engaja clientes com tecnologia

Etiquetas RFID em colheres de madeira e leitores em prateleiras e estações de check-out permitem a compradores selecionar e comprar itens

Por Claire Swedberg

15 de julho de 2016 - A Ikea Canada completou um teste de duas semanas com uma solução que permite aos consumidores adquirir mercadorias facilmente graças à tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID). O sistema, implantado em uma loja pop-up (temporária) no final de maio de 2016, liberou os compradores de ter de empurrar carrinhos ou carregar cestos por toda a loja. Em vez disso, eles simplesmente usam uma colher de pau com uma tag RFID embutida para fazer suas compras tocando a colher contra leitores nas prateleiras.

O objetivo de marketing da loja temporária era transformar a rotina de alimentação e compras de utilidades domésticas e incentivar os consumidores a pensar além de seus produtos habituais e hábitos de compra. Para atingir esse objetivo, a loja, que incidiu duas das linhas de produtos da Ikea (alimentos e utensílios de mesa), quebrou as regras convencionais sobre como os alimentos são preparados e servidos, pela oferta de cultivo único, preparar e servir ideias para alimentos frescos, juntamente com produtos que incluem doces, sementes, cerâmica, copos e outros utensílios de cozinha.

Stephanie Kerr
"Nós queríamos criar uma experiência para ajudar a apoiar o nosso tema mundial: 'Começa com a comida'", diz Stephanie Kerr, assessora de imprensa corporativa da Ikea. "Nós pensamos que uma loja pop-up seria uma maneira impactante de trazer este tema para a vida dos consumidores".

Cada sala dentro da loja pop-up foi projetada para desafiar os consumidores a repensar as convenções de alimentos, romper com as tradições e tentar coisas novas. Por exemplo, a empresa não quer que os compradores tenham que usar uma desajeitada cesta ou carrinho de compras. Foi por onde a tecnologia RFID entrou.

"Nós queríamos fazer esta experiência pop-up diferente de uma experiência típica de loja", explica Kerr. "Usando a tecnologia RFID permitimos aos consumidores explorar e fazer compras de uma forma totalmente nova, que fez a experiência mais interativa".

Durante as duas semanas do final de maio em que a loja foi aberta, os compradores usaram uma colher de pau com tag RFID passiva de baixa frequência (LF) para criar um carrinho de compras virtual. Em vez de levar produtos de uma prateleira até o caixa, os clientes podem simplesmente recolher uma lista de compras digitais de todos os itens que querem comprar e, em seguida, fazer a compra com o uso da colher de pau.