RFID Noticias

Columbus ganha competição de cidade inteligente

O município dos Estados Unidos recebeu US$ 50 milhões para financiar melhorias à tecnologia adotada em sua infraestrutura de transportes

Por Mary Catherine O'Connor

28 de junho de 2016 - O estado norte-americano de Ohio tem semana de vitórias. Primeiro, os Cleveland Cavaliers fizeram história, com seu primeiro título da NBA [a liga de basquete dos Estados Unidos]. Agora, o município de Columbus, Ohio, ganhou o Smart City Challenge, do US Department of Transportation (DOT), desbancando um grupo de seis outras cidades finalistas, selecionadas entre 87 candidatas, disputando US$ 40 milhões em financiamento do DOT, juntamente com US$ 10 milhões prometidos pela Vulcan, uma organização fundada por Paul Allen, da Microsoft, para financiar tecnologia para enfrentar as alterações climáticas, a fim de ajudar a cidade vencedora a construir uma infraestrutura para veículos elétricos. O concurso foi lançado em dezembro do ano passado.

Austin, Denver, Kansas City, Pittsburgh, Portland e San Francisco foram as outras seis finalistas. "Mais do que desenvolver uma nova tecnologia, o desafio estimulou a imaginar novas soluções para o distanciamento entre ricos e pobres, o desequilíbrio digital, através de um design inteligente para atender às necessidades de todos os moradores", disse o secretário do DOT Anthony Foxx, durante chamada para anunciar o vencedor. "Todas as sete candidatas [cidades] sonharam grande, projetando espécies de corredores de trânsito, frotas e carros EV [veículos elétricos], e ônibus com tecnologia veículo-veículo [V2V]". Mas Columbus, disse, "apresentou uma impressionante visão holística para todos os residentes. Foi capaz de se conectar aos problemas", como mais longos tempos de viagem devido a uma crescente população, impactando o meio ambiente e qualidade de vida, com "soluções de tecnologia específicas e mensuráveis".

Jeff Zients, diretor do National Economic Council (que aconselha o presidente sobre a questões econômica), descreveu o desafio como uma chamada para as cidades usarem a tecnologia para transformar seus sistemas de transportes e reduzir as emissões, aumentar o acesso ao transporte para todos os cidadãos, e diminuir a incidência de acidentes. Todos os sete candidatos finais tiveram programas que utilizam comunicações V2V, autocondução e veículos elétricos, de maneira que integram se à Internet das Coisas. Além disso, a maioria das empresas privadas que concordaram em trabalhar com o DOT para apoiar os vencedores do programa - Amazon Web Services, NXP Semiconductors, Mobileye, Autodesk, Sidewalk Labs, AT&T, DC Solar and Continental Automotive - também utilizam, vendem ou apoiam as tecnologias da Internet das Coisas.

A Mobileye irá fornecer a Columbus sua tecnologia de segurança e assistência ao condutor Shield +TM, que utiliza câmeras e visão por computador para ajudar os motoristas de ônibus a evitar colisões com ciclistas, pedestres e motociclistas. A Sidewalk Labs, divisão da Alphabet, que é parte do Google, irá fornecer serviços de coleta de dados públicos e uma plataforma de análise de transporte.

Em um comunicado de imprensa do mês passado, a NXP informou que seu envolvimento no projeto Smart City irá incluir o uso de infra-estrutura tecnológica V2X de longo alcance, etiquetagem RFID segura e privada para a identificação automática de veículos e de segurança rodoviária e CIs de cartão inteligente para permitir a admissão segura no transporte, controle de acesso, varejo e outros serviços municipais". A V2X refere-se a comunicação entre veículos ou entre um veículo e infraestrutura, tais como um dispositivo de rádio de curto alcance anexado a um poste ou semáforo.

A infraestrutura de comunicações V2X e V2V é baseada no protocolo Dedicated Short-Range Communications (DSRC). A NXP está trazendo suas tecnologias V2X e V2V para o mercado através de um pacote de hardware e software chamado BlueBox, que integra radar, câmeras e software V2X.