RFID Noticias

Autopeças Faurecia pluga fábrica brasileira na internet industrial

A empresa está começando a lançar novos gateways IoT, que a Kepware diz simplificar a fabricação e compartilhar de forma rápida e segura os dados operacionais

Por Mary Catherine O'Connor

25 de maio de 2016 - A fornecedora de componentes e autopeças Faurecia mantém fábricas em 34 países ao redor do mundo, onde fabrica assentos, airbags, sistemas de controle de emissões e outros componentes para veículos. Dois anos atrás, a empresa começou a atualizar seu sistema proprietário de execução de manufatura (MES), IJ-Core, em parte para melhorar o seu desempenho e, em parte, para torná-lo mais fácil de compartilhar dados relacionados aos seus processos de fabricação com os seus clientes, fazendo com que a informação se torne acessível e seguro por uma interface baseada em nuvem.

A Faurecia solicitou para a Kepware, uma empresa que fornece software industrial para automação, para ajudar a fazer essa transição. A Kepware desenvolveu uma solução de Internet Industrial de Coisas (IIoT) para o seu produto de software KEPServerEX que a Faurecia já estava usando para conectar controladores lógicos programáveis (PLCs) no chão de fábrica para a IJ Core.

Sam Elsner
"Começamos a discutir com a Kepware como poderíamos usar este produto de Internet das Coisas que eles estavam desenvolvendo" e se poderíamos integrar ao IJ Core, disse Rafael Unruh, gerente do centro de competência da Faurecia. O Kepware IoT Gateway é um plug-in de software que é executado na plataforma de comunicações KEPServerEX, levando os dados de dispositivos no chão de fábrica, tais como braços robóticos utilizados para mover os conjuntos ou componentes, para uma plataforma baseada em nuvem.

Sam Elsner, engenheiro de aplicações sênior da Kepware, explica que o factor-chave por trás do Kepware IoT Gateway foi desenvolver tradutores de dados que serviriam para a tecnologia operacional de seus clientes (OT). Isso implicou a transição de uma interface OPC Data Access servidor, o que permite a comunicação entre o equipamento de controle de processo e um MES (no caso da Faurecia, o IJ Core), a uma interface de servidor que usa protocolos HTTP construídas na arquitetura para aplicações em rede Representational State Transfer (ReST).

O diretor de marketing da Kepware, Torey Penrod-Cambra, recorda que depois de colaborar em um projeto diferente com a Splunk, empresa que vende ferramentas para pesquisar e analisar grandes lojas de dados através de uma interface baseada na web, os engenheiros da Kepware perceberam que uma arquitetura de dados usando protocolos baseados na web seria um meio poderoso para ajudar seus clientes a criar essa ponte OT-IT.