RFID Noticias

Etiqueta eletrônica interage com compradores

O novo visor de prateleira emprega tecnologia de beacon e fornece informações tanto a clientes como trabalhadores, inclusive sobre o movimento na loja

Por Claire Swedberg

8 de março de 2016 - A Displaydata lançou uma etiqueta eletrônica de prateleira (ESL, do inglês, “electronic shelf label”), conhecida como Aura 29 BLE, que permitirá que os varejistas gerenciem preços remotamente e também criem cupons de desconto e ofertas promocionais para os clientes com base em sua localização, graças a um beacon Bluetooth Low Energy (BLE), integrado ao seu novo visor de prateleira.

A empresa baseada no Reino Unido diz que é a maior fornecedora de etiquetas eletrônicas e gráficas de prateleiras, com tecnologia eletroforética de display (EPD) para mostrar informações sobre produtos do varejo. Cada etiqueta recebe atualizações de dados enviadas pelo Dynamic Communicator da empresa, de acordo com Paul Milner, diretor de marketing global da Displaydata.

O beacon BLE da etiqueta de prateleira eletrônica Aura 29 pode ser usado para fornecer conteúdo relacionado ao produto exposto na prateleira
A Displaydata lançou o Aura 29 BLE como um meio de oferecer ambas as tecnologias ESL e beacon em um único produto. "Os beacons BLE são outra maneira de começar a interagir com os clientes", afirma Milner.

Um varejista utilizando as etiquetas Aura 29 BLE que, na maioria dos casos, integram a funcionalidade BLE no próprio app, só precisam que os clientes baixem o seu aplicativo em um smartphone ou tablet Android ou iOS. O telefone passa então a receber sinais de cada etiqueta eletrônica de prateleira, que tem um número de identificação único. O software de gestão de conteúdo da Displaydata, conhecido como Dynamic Central, monitora os níveis de bateria, roda exames de desempenho, ligam ou desligam os beacons e executam outras funções também.

Quando um cliente se move pela loja, o seu smartphone ou tablet recebe o ID transmitida por cada beacon ESL localizado nos corredores em que a pessoa atravessa. O aplicativo, então, exibe conteúdo relacionado a um determinado produto, tais como cupons, promoções, informações de produtos, comentários ou sugestões sobre outros bens - ou receitas - que podem ser relacionados a esse item.

Além disso, um aplicativo poderia ser usado para wayfinding. Ao entrar na loja, um cliente poderia introduzir o produto que procura no app do varejista e, então, ser direcionado para esse item com base na sua localização. O próprio software do varejista usaria a tecnologia de beacon para identificar onde esse cliente foi localizado dentro da loja.