RFID Noticias

Varejista alemã usa robôs para inventário

A empresa integra um grupo de lojas que estão usando novo sistema robótico para contar automaticamente os itens em estoque

Por Claire Swedberg

7 de março de 2016 - A varejista de vestuário alemã Adler Modemärkte integra um grupo de lojas que usam um robô RFID chamada Tory para contar inventário e identificar os locais das mercadorias nas prateleiras. O robô e o software que gerenciam os dados recolhidos são fornecidos pela empresa de tecnologia alemã MetraLabs.

A Adler está realizando um projeto piloto envolvendo dois robôs Tory, um para uso dentro de sua loja na cidade de Erfurt e outro na loja localizada em sua sede corporativa em Haibach. A empresa planeja expandir a implantação para outras lojas ainda este ano. A Adler, que já inseri etiquetas RFID Gen 2 UHF EPC passiva para a maioria das mercadorias que vende, utiliza leitores portáteis em todas as suas 177 lojas, diz Roland Leitz, chefe de TI da empresa. Comparado com o processo manual de verificações de inventário com código de barras, acrescenta, verificar o inventário via handhelds RFID "acelera o balanço de forma significativa". No entanto, Leitz observa que, como o processo requer que um empregado caminhe por corredores da loja e prateleiras, acenando com o leitor em itens próximos, "o trabalho manual amarra as capacidades das pessoas".

O robô Tory, mostrado aqui em uma das lojas da Adler, pode capturar os IDs das tags dos produtos a mais de oito metros, a uma velocidade de até 250 tags por segundo (Fotografia de Andreas Reuther)
O Tory (nome é derivado da palavra inglesa "inventory") oferece alternativas. O robô pode ser solto em um chão da loja e usa sensores para navegar pelo caminho em torno da área de vendas, lendo etiquetas. "O nosso objetivo é reduzir as tarefas administrativas ainda mais para que os recursos possam ser alocados para atividades de vendas", explica Leitz. "Com a ajuda de um robô, o levantamento pode ser realizado mais frequentemente".

A Adler implantou o robô em outubro de 2015, diz Leitz, e planeja expandir o piloto para incluir até 10 lojas ao longo deste ano. "O número de lojas que serão permanentemente equipadas com o sistema ainda não foi determinado", afirma, "e depende do resultado do piloto".

Atualmente, existem mais de 200 robôs MetraLabs implantadas em lojas, instalações industriais, museus e restaurantes ao redor do mundo, diz Johannes Trabert, fundador e sócio executivo da MetraLabs. Um punhado deles, relata Trabert, são o modelo de Tory recém-lançado e testado para controle de estoque RFID.