RFID Noticias

Rebecca Minkoff impulsiona vendas

Colocar a tecnologia RFID em mais lojas permitiu aos clientes desfrutar de uma experiência personalizada de compra, com recomendações de produtos

Por Mark Roberti

5 de fevereiro de 2016 - A grande varejista de moda Rebecca Minkoff abriu sua primeira loja com RFID no bairro SoHo, em Nova York, em novembro de 2014. Desde então, a varejista tem introduzido identificação por radiofrequência (RFID) em suas outras duas lojas, uma em Los Angeles e outra em San Francisco. A empresa, conhecida principalmente por suas bolsas elegantes, relata que o uso de RFID fornece níveis mais altos de serviço ao cliente e levou a vendas maiores de vestuário.

"Dar ao cliente uma experiência única é o coração da nossa loja", disse Uri Minkoff, CEO da empresa que ele fundou com sua irmã, Rebecca, em um painel de discussão na National Retail Federation Big Show, realizado na semana passada em Nova York. "A RFID é a peça central disso".

Uri Minkoff
Ao entrar em uma loja Rebecca Minkoff, o cliente vê uma parede de telas de vídeo com o qual pode interagir. O comprador pode pausar as imagens de vídeo dos modelos exibindo roupas e acessórios Rebecca Minkoff. Pode usar as telas para pedir uma xícara de café ou uma taça de champanhe, folhear um catálogo eletrônico para ver estilos de design Rebecca Minkoff em contextos diferentes e ver o que está disponível. Quando a seleção de itens que gostaria de experimentar, o cliente Rebecca Minkoff aciona o vestiário.

Cada mercadoria nas três lojas com RFID está equipada com uma tag RFID passiva UHF da Avery Dennison. Um espelho interativo com um leitor Impinj xPortal RFID e touchscreen foi instalado dentro de cada provador.

"O provador funciona para o consumidor assim que entra nele", diz Minkoff. "Pode mudar a iluminação. Temos quatro opções para ver como a roupa fica: na luz do sol brilhante, por exemplo. Se está olhando um vestido para festa, pode ver como vai ficar com luz mais fraca, da noite".

O cliente pode selecionar uma cor ou um tamanho diferente ao toque de um botão na tela para solicitar que um estilista deixe o item disponível. O cliente nunca precisa deixar o vestiário.