RFID Noticias

Loja transforma experiência de compras

Os consumidores do Target Wonderland, em Manhattan, recebem tokens de RFID que permitem fazer compras sem usar carrinho ou cesta

Por Mark Roberti

19 de janeiro de 2016 - Os varejistas tradicionais offline têm se esforçado para encontrar maneiras de competir com a comodidade de fazer compras online. A Target pode ter encontrado uma solução que aproveita a tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) para atingir este resultado.

A Target criou a loja Target Wonderland no Meatpacking District de Nova York, nos Estados Unidos. Um cliente entra recebe um token (com o logotipo da loja impresso nele) contendo um transponder RFID incorporado passivo de alta freqüência (HF), com base na norma ISO 14443. Os chips RFID são da NXP Semiconductors e os transponders foram fornecidos pela Vanguard ID Systems. Os visitantes podem optar por registrar seu token e associar o número de identificação único do transponder com suas páginas de mídia social, mas não é necessário. Nenhum cartão de crédito ou outras informações pessoais são armazenadas em tokens.

Cada cliente que entrar na Target Wonderland recebe um token com um transponder RFID HF passivo incorporado
Cada um dos 16 produtos à venda na loja pop-up tem um leitor de RFID instalado ao lado dele, desenvolvido pela RFID Academia, um provedor de soluções de RFID com sede em Montreal, Canadá. Cada um desses itens é exibido em um dispositivo que ostenta a marca da empresa. Quando os clientes caminham pela loja, podem tocar seus tokens para incluir os produtos, como uma boneca Barbie, em um carrinho de compras digital. A Wonderland também tem características gigantes e interativos, como uma parede selfie onde os clientes podem tirar uma foto com um grande display da Disney. O token pode ser usado para carregar as fotos na página de social-media do cliente.

Quando um cliente termina as compras, pode levar o token a um caixa, que é equipado com um Apple iPad e um leitor da RFID Academia. Quando o token é encostado no leitor, o iPad exibe as compras digitais do carrinho dessa pessoa. Os clientes podem então excluir itens que decidiram não comprar e, em seguida, pagar com cartão de crédito ou dinheiro como fariam normalmente.

Um visitante pode optar por registrar seu token e associar um ID único com suas páginas de mídia social, embora isso não seja necessário
"Nós estudamos o projeto por vários meses, com o objetivo de tornar a compra divertida e envolvente", diz Jenna Reck, porta-voz da Target. "Havia dois elementos igualmente importantes que consideramos. Queríamos que o espaço caracterizasse o belo e inspirador de merchandising visual e queríamos usar a tecnologia para tornar mais fácil e simples fazer compras".