RFID Noticias

Montadoras mostram planos de carros autônomos na CES

Carros conectados tornaram-se uma extensão da casa inteligente, mas os fabricantes estão concentrados em um desafio muito maior: permitir a condução autônoma

Por Mary Catherine O'Connor

11 de janeiro de 2016 - Na CES, na semana passada, evento de produtos eletrônicos de consumo realizado todos os anos em Las Vegas, as montadoras fizeram uma série de anúncios relacionados a tecnologias de carros conectados.

A Ford amplia Programa de Condução Autônoma e anuncia Drone Experiment
Mark Fields, presidente e CEO da Ford Motor Co., descreveu uma série de iniciativas de veículos autônomos e discutiu novas abordagens de mobilidade que a empresa está testando como parte de seu programa de pesquisa Smart Mobility. Estas iniciativas envolvem drones que visam a ajudar o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas a responder a desastres.

A Ford está colaborando com a DJI, que desenvolve software para operar veículos aéreos não tripulados ou drones e emitiu uma chamada aberta para desenvolvedores para criar um meio de usar o Ford SYNC AppLink e OpenXC (uma interface ativada por voz com o sistema Ford SYNC infotainment, e uma interface de hardware e software de fonte aberta SYNC) para suportar comunicações com o veículo.

O objetivo é permitir às Nações Unidas chegar rapidamente aos locais de desastres naturais para implantar rapidamente um drone – a partir da caçamba de uma pick-up da montadora –, a fim de inventariação e cartografia das zonas de desastres. O drone, então, retornaria ao caminhão sozinho, mesmo que o veículo esteja em movimento. Os participantes vencedores receberão US$ 100.000 para desenvolver a ideia.

O executivo também anunciou que a Ford está triplicando sua frota de teste de veículos autônomos híbridos e está testando seu software de motorista virtual tanto em ambientes urbanos como estradas. A frota, que está crescendo para 30 veículos, opera nos estados de Arizona, Califórnia e Michigan, nos Estados Unidos.

A frota será equipada com um dispositivo novo LiDAR da Velodyne, fabricante com o qual a Ford tem trabalhado desde o primeiro protótipo de veículo autónomo, em 2007. A nova unidade LiDAR, conhecida como Solid-State Hybrid Ultra PUCK Auto (também chamada hockey-puck shape) aumenta a gama do sensor para 200 metros e pode ser integrada a um espelho retrovisor de carro. A Ford afirma que a Ultra PUCK vai "acelerar o desenvolvimento e validação de software motorista virtual da Ford, que serve como cérebro que direciona o veículo".

A Ford tem, nos últimos cinco anos, mostrado foco na evolução do panorama de transporte: como tecnologias, como a eletrificação e condução autônoma, pretende mudar a maneira como dirigimos, o crescimento das megacidades e o aumento de sistemas de transporte alternativos, tais como automóvel compartilhado, mudar a forma como as pessoas se movem e os próprios carros.