RFID Noticias

Empresa norueguesa testa leitores fixos

A varejista de roupas conseguiu um aumento de 20% nas vendas online, graças ao inventário apurado nas lojas, por meio de leitores RFID de mão

Por Claire Swedberg

16 de dezembro de 2015 - No ano passado, os fornecedores da norueguesa Moods of Norway passaram a etiquetar todas as peças de vestuário com tags RFID, para venda no país escandinavo. A empresa anunciou que seus fornecedores estão agora usando etiquetas RFID Checkpoint Systems Zephyr 2 EPC UHF, que os trabalhadores usam semanalmente para controle de estoques em 14 lojas e, assim, melhorar a precisão do inventário. O sistema RFID melhorou a precisão do nível de estoque, diz Hans Petter Hubert, gerente de cadeia de fornecimento da Moods na Noruega. Agora, a empresa é capaz de enviar mercadorias para os clientes online a partir da loja mais próxima de cada cliente. Isso, diz ele, teria sido impossível sem RFID, uma vez que a precisão do inventário não era suficientemente boa para garantir que as mercadorias estivessem disponíveis.

A Moods Norway também está testando leitores RFID fixos no seu centro de distribuição (CD) para receber e possivelmente transportar mercadorias. A empresa já testou um leitor fixo em uma loja para fins de rastreamento de inventário.

Em 14 lojas da Moods na Noruega, todas as peças de vestuário são etiquetadas na origem com RFID UHF, permitindo ao pessoal fazer o inventário semanalmente
A varejista opera 18 lojas na região, a maioria na Noruega, com exceção de uma na Suécia e outra na Califórnia – e, entre elas, três outlets de descontos. A empresa vende roupas e acessórios em cada loja; aproximadamente 90% de suas vendas são peças de vestuário. Todos os 14 estabelecimentos estão agora equipados com leitores de RFID portáteis fornecidos pela Nedap, enquanto a empresa ainda está em discussões sobre a implementação do sistema na loja da Califórnia.

Em Janeiro de 2014, a Moods of Norway começou a testar a tecnologia RFID e selecionou o leitor RFID portátil Nedap !D Hand para permitir que o pessoal faça as contagens de inventário semanalmente. Os funcionários caminham pela loja com um leitor conectado a um Apple iPod, capturando os números de identificação de todas as peças de vestuário. Por uma conexão Bluetooth, essa informação é transmitida e segue ao servidor baseado em nuvem da Nedap, que exibe um painel visível para o pessoal da empresa.

Inicialmente, apenas camisas e ternos masculinos estavam sendo etiquetados, mas os fornecedores estão agora relacionando cada peça vendida às lojas participantes. A Moods of Norway tem utilizado etiquetas RFID Zephyr 2 devido ao seu baixo custo e disponibilidade de serviços de produção. A maioria dos fornecedores estão localizados atualmente na China, embora Hübert garanta que metade de todos os produtos será feito na Europa no próximo ano. Seja na Ásia ou na Europa, observa, a Checkpoint pode fornecer rapidamente as etiquetas RFID que os fornecedores precisam.

Os dados estão sendo armazenados e interpretados em software baseado em nuvem da Nedap, que é integrado com o ERP da Moods. Em setembro de 2014, todos os fornecedores de vestuário da varejista começaram a anexar tags diferentes em cada item, um total de 30 a 40 fabricas e, em seguida, embarcam mercadorias para a Moods na Noruega. A empresa tem testado o uso de um túnel de RFID no CD para agilizar o recebimento e expedição de mercadorias para as lojas. O túnel de RFID consiste de um leitor fixo e uma antena Impinj Brickyard, fornecida pelo integrador HRAFN.

Quando os produtos chegam às lojas, são colocados no estoque ou na área de vendas. Em seguida, um funcionário da loja anda através dos estoques, toda semana, e lê cada tag para atualização do software de gerenciamento de inventário. Dessa forma, a empresa sabe quais produtos estão em cada local determinado.