RFID Noticias

Metasensor simplifica visibilidade sobre bens

Com sensores Bluetooth e aplicações simples, a startup do Vale do Silício está criando dispositivos de rastreamento para usos diversos

Por Mary Catherine O'Connor

8 de setembro de 2015 - Em 2009, quando Nick Warren trabalhava como diretor de tecnologia na Carnegie Foundation for the Advancement of Technology, um de seus colegas de trabalho sofreu um assalto. "Um homem bem vestido entrou no escritório e roubou o laptop do meu colega", diz ele. "E com isso, ele perdeu alguns dados críticos de pesquisas".

Isto, junto com um assalto à casa de seu pai seis meses antes, fez Warren dar velocidade a um de seus projetos paralelos: o desenvolvimento de um sistema sem fio para controlar movimento. Seis anos depois, o projeto culminou com a Metasensor, startup que lançou recentemente seus produtos iniciais: o Sensor-1 e o software Aletha, baseado na internet, para analisar os dados recolhidos pelo sensor.

O Sensor-1, da Metasensor
O Sensor-1 tem a circunferência e espessura aproximada de três moedas de 25 centavos empilhadas. Contém um acelerómetro de três eixos; um giroscópio de três eixos; um rádio Bluetooth; um microcontrolador; luzes LED vermelha, verde e azul; uma sirene; e uma bateria substituível de lítio CR2032. O sensor armazena dados de movimento (relacionadas com o movimento linear e de inclinação) e se comunica com qualquer dispositivo Bluetooth, como um smartphone ou laptop, pelo Sensor-1 app.

A plataforma Aletha agrega dados de vários dispositivos Sensor 1, enviados pelo Sensor-1 app de um dispositivo compatível com Bluetooth. A Metasensor também está desenvolvendo um módulo de software Aletha para PCs ou laptops. A plataforma Aletha serve como agregadora de dados de diversas fontes e também gera gráficos da atividade do sensor. Além disso, inclui ferramentas analíticas que os usuários podem acessar para criar relatórios ou analisar tendências.

A Metasensor também está oferecendo uma interface de programação de aplicativos (API) que dará a desenvolvedores acesso aos dados do sensor para seus próprios aplicativos.

O Sensor-1 criptografa suas transmissões utilizando o bloco cifra AES-128 antes de enviar dados para o app para iPhone emparelhado ou baseado na plataforma Aletha na internet.

Warren diz que o Sensor-1, que custa R$ 79 nos Estados Unidos, pode ser montado em cima ou dentro de qualquer coisa que um consumidor ou empresa queiram monitorar, como um laptop, uma bicicleta ou um contêiner de transporte.