RFID Noticias

Editorial: A tartaruga e o unicórnio

A tecnologia de identificação por radiofrequência tem sido lenta para pegar, mas é um investimento melhor do que perseguir o mítico unicórnio

Por Mark Roberti

1 de setembro de 2015 - Aileen Lee, fundador da Cowboy Ventures, cunhou o termo "unicórnio" para descrever uma empresa startup de tecnologia americana que alcançou uma valorização de pelo menos US$ 1 bilhão. Sua pesquisa mostrou que apenas 39 empresas fundadas desde 2003 pertencem ao "Clube Unicórnio", ou mais ou menos 0,07% das startups de software empresarial e de consumo com investimento de venture capital.

Apesar das taxas de sucesso astronomicamente baixas, os investidores continuam a procurar o próximo unicórnio ou "super unicórnio", como Google ou Facebook. É verdade, claro, que o investimento em uma empresa como Facebook, numa fase precoce pode gerar retorno suficiente para compensar todas as apostas erradas. E é verdade que as empresas de hardware são mais arriscadas para os investidores porque exigem mais capital. Mas eu acho que as empresas de RFID agora representam uma boa aposta para os capitalistas de risco. Aqui está o porquê.

Clique aqui e leia o artigo na íntegra.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »