RFID Noticias

Solução auxilia logística reversa de óculos

A Luxottica aumentou sua eficiência em até 50% no processo de rastreamento de pares de óculos e lentes, graças ao uso da tecnologia RFID NFC

Por Claire Swedberg

6 de abril de 2015 - A Luxottica Group, empresa global de óculos de luxo e de sol, melhorou a qualidade e a eficiência de seu processo de recebimento, inspeção e posterior reestocagem de produtos devolvidos, entre 30% e 50%, graças à implantação de um sistema de identificação por radiofrequência (RFID) com Near Field Communication (NFC). A solução emprega uma tag NFC anexada na armação e um software que permite aos funcionários ver os dados sobre o item e atualizar seu status via tablets.

A Luxottica é líder de mercado na concepção, fabricação e distribuição de armações de óculos com enfoque em moda, luxo, esporte e alto desempenho. As marcas próprias incluem Ray-Ban, Oakley, Vogue Eyewear, Persol, Oliver Peoples, Alain Mikli e Arnette. Fundada em 1961, por Leonardo Del Vecchio, o grupo é uma organização integrada verticalmente, que emprega 77 mil pessoas, apoiadas por uma rede de atacado e varejo global. Em 2014, a empresa produziu cerca de 80 milhões de unidades em todo o mundo, com um total de vendas líquidas de € 7,6 bilhões (US$ 8,3 bilhões).

Quando uma armação é recebida, um funcionário atribui uma tag RFID NFC reutilizável no item e cria um registro no software
Na distribuição e pós-venda na Itália, a empresa não apenas embarca novos produtos para os varejistas, mas também recebe e inspeciona armações retornadas pelos clientes como parte de programas conjuntos de renovação de estoque e, em seguida, recondiciona-os, se necessário. Somente armações perfeitas são reabastecidas para serem vendidas para outros mercados. Nesta operação, a Luxottica atingiu melhorias de eficiência com o uso da tecnologia NFC.

O mercado de armação ocular e óculos de sol é parcialmente impulsionado pela moda, diz Gian Stefano Fantini, diretor de pós-venda da Luxottica; portanto, têm um tempo de vida curto em alguns mercados, antes de serem devolvidas e substituídas pela próxima coleção. O Luxottica Group tem um acordo com suas mais de 30 subsidiárias Luxottica europeias e organizações comerciais em processo de devolução de seus clientes. Os critérios de créditos para cada organização dependem do tipo de armação, bem como a qualidade dos artigos devolvidos.

O departamento de pós-vendas da Luxottica recebe centenas de armações diariamente das lojas em toda a Europa. Antes da instalação do sistema NFC, os funcionários tinham um método basicamente à base de papel de acompanhamento do processo de retorno e remodelações de cada armação. Eles atualizavam manualmente o ERP da SAP com os dados, mantendo a relação entre a armação e o varejista da subsidiária local, a fim de executar a processo de obtenção de créditos específicos.

Os inspetores de qualidade tinham que inspecionar visualmente as armações e, se algum dano fosse encontrado, tinham de incluir a informação no sistema também. As armações eram então encaminhadas para um local onde a remodelação acontece, para apertar parafusos ou dar polimento. Quando as armações estavam renovadas, elas eram entregues aos operadores que usavam um catálogo para identificar o tipo de embalagem para cada tipo de armação e, em seguida, enviar o produto ao armazém central.

O departamento de pós-venda funciona como um centro de serviços multinacional; a cada dia, em média, mais de 200 lotes de armações para autorização de retorno ao cliente são geridos em paralelo. A gestão de dados relacionados a essas tarefas dentro da instalação de processamento é demorada, afirma Fantini, e a necessidade de pesquisar através de catálogos e manualmente os dados de entrada limita o quão rápido as armações circulam. Além disso, relata, os varejistas tinham de esperar até que o processo manual fosse concluído para ter seu crédito.