RFID Noticias

Sistema garante autenticidade de medicamentos

Solução RFID permite ao setor de saúde rastrear e autenticar embalagens ou frascos por meio de tags inseridas em etiquetas seladas

Por Claire Swedberg

3 de fevereiro de 2015 - A Integrated Line Technologies (ILT), fornecedora de tampas para frascos, garrafas farmacêuticas e tubos de ensaio, passou a comercializar uma versão de seus produtos com identificação por radiofrequência (RFID) que permitirá aos clientes ler as etiquetas RFID embutidas em revestimentos de tampas e, assim, provar que um item é autêntico, além de criar e acompanhar o histórico eletrônico de cada produto em seu respectivo recipiente.

O sistema Smart Septa consiste de tags RFID passivas EPC UHF inseridas em tampas e reservatórios de borracha (para armazenar líquidos) e um software-as-a-service (SaaS ou software como serviço) com os quais o usuário pode acessar dados sobre a tag de um frasco. A solução está sendo testada por vários laboratórios clientes da ILT e a empresa também fornece leitores portáteis. Os leitores e tags são fornecidos pela Serialio.com.

Embutido em cada produto Smart Septa há uma minúscula etiqueta RFID passiva EPC Gen 2 UHF
A ILT, com sede nos Estados Unidos, tem produzido etiquetas e tampas com septo de silicone para o mercado de saúde desde 1993, de acordo com Paul Petrosino, presidente da empresa. Um septo é um revestimento utilizado para vedar garrafas, incorporado dentro das tampas, formando um compartimento estanque ao ar, para proteger o conteúdo. A aplicação mais comum é uma camada de silicone inserida através de agulhas hipodérmicas dentro de uma garrafa. A instalação de 8 mil metros quadrados da empresa fabrica um bilhão de tampas com forros de septo anualmente.

Para os usuários finais, a gestão de dezenas ou centenas de recipientes, que, muitas vezes, parecem todos iguais, pode ser uma tarefa difícil. Eles têm duas preocupações principais: identificar de forma eficiente cada frasco e o que está em seu interior, com seu histórico, para garantir que a medicação ou outro produto não seja falsificado.

A ILT desenvolveu uma solução tecnológica para ambas as questões, diz Lenny Diaz, vice-presidente da empresa. Com a Smart Septa, a tampa de um recipiente ou outro reservatório vem com um inlay RFID UHF Serialio.com, feito com um chip Alien Technology embutido dentro do septo durante o processo de fabricação. A empresa agora vai vender tampas contendo etiquetas RFID e outras com forros standard, sem RFID. A ILT usa um leitor portátil Serialio para codificar cada tag com um número de identificação único que é armazenado no software no momento da fabricação. Como parte da solução, a ILT revende três handhelds UHF da Serialio, embora qualquer leitor RFID EPC Gen 2 possa ser utilizado. Os três modelos, diz Dave Boydston, presidente da Serialio.com, são o leitor idChamp 1128 Bluetooth e USB, o leitor USB idChamp 1126, e o Scanfob Ultra-BB2 Bluetooth e USB.

Depois de receber uma tampa recém-fabricada com um forro inteligente, um cliente da ILT pode interrogar a tag por um leitor RFID e usar o software Smart Septa Portal, da ILT, para relacionar o ID da tag ao conteúdo do frasco. Em primeiro lugar, no entanto, que o cliente deve assinar o Smart Septa Portal pela internet e criar os seus próprios requisitos para rastreamento, com uma lista de usuários autorizados, tais como clientes próprios da empresa que podem, então, registrar-se para acompanhar o histórico e a autenticidade de um determinado produto ou amostra dentro desse recipiente.