RFID Noticias

RFID CoE e GS1 certificam cinco novos profissionais

Dos inscritos no programa de certificação brasileiro, cinco comprovaram conhecimentos avançados sobre identificação por radiofrequência

Por Edson Perin

9 de dezembro de 2014 - Cinco brasileiros receberam no exame deste ano a Certificação Profissional RFID, oferecida em parceria pelo Centro de Excelência em RFID (RFID CoE) e pela GS1 Brasil, em São Paulo. Esta é a segunda vez que o exame de certificação é realizado, com o intuito de comprovar os conhecimentos profissionais no campo da identificação por radiofrequência (RFID) e atender a demanda tanto dos profissionais como de empresas, que exigem garantias antes de contratar mão-de-obra especializada.

Segundo a professora Renata Rampim, do RFID CoE, que ministrou parte do curso preparatório para a Certificação Profissional RFID, o treinamento de certificação aborda temas específicos que não são do cotidiano dos alunos, tais como padronização internacional. "Mas os alunos desta turma estavam muito bem preparados e comprometidos com o aprendizado. Desta maneira, houve um excelente índice de aprovação", avalia Renata.

Renata Rampim
"Se eu associar a qualidade desta turma com o nível de conhecimento do país, acharei que o nível está muito alto", diz Renata. "Porém, não posso fazer esta associação, simplesmente porque os participantes da segunda turma de certificação [2014] foram pessoas com excelentes práticas com a tecnologia RFID, e estas práticas, muitas vezes, são esquecidas por muitos profissionais brasileiros que atuam com a tecnologia RFID".

De acordo com Renata, a demanda pela certificação tem acompanhado a necessidade de mercado. "O mercado está exigindo cada vez mais profissionais certificados e assim sendo, a demanda está crescente".

Renata dá dicas para os profissionais interessados em obter a certificação. "Este treinamento é para um grupo seleto, que tem que ter experiência no sistema RFID. Caso contrário, há a necessidade de ter participado dos outros treinamentos que o RFID CoE oferece. Isto porque o treinamento para certificação é muito denso, é apresentada muita informação em pouco tempo. Se o aluno não estiver familiarizado com o sistema RFID o seu aproveitamento será muito prejudicado", atesta.

Para realizar o exame e participar do processo de certificação, os pré-requisitos são os cursos RFID Implementation e RFID Middleware, ambos oferecidos pelo RFID CoE (saiba mais em RFID CoE capacita 560 alunos em treinamentos no Brasil). Uma alternativa para o profissional seria ter pelo menos dois anos de experiência em RFID, trabalhando com conceitos avançados da tecnologia. A certificação vale por um período de três anos e, ao término, uma nova certificação deve ser obtida pelo profissional. Nesta ocasião, o participante pode optar por refazer o curso, para sua atualização, ou somente o exame.