RFID Noticias

Estudo de Caso: RFID captura ação em tirolesa no Havaí

O Princeville Ranch Adventure Tours usa a Snapsportz, uma solução automatizada de fotografia, para aumentar a receita e melhorar o serviço ao cliente

Por Samuel Greengard

27 de novembro de 2014 - Desde que as câmeras de smartphones passaram a mudar o modo como as pessoas documentam suas atividades, eventos e compartilham imagens, "muita gente passou a desejar imagens de alta qualidade que superem as que podem obter com seus telefones ou câmeras automáticas", diz Ben Kottke, que trabalha como fotógrafo de esportes radicais e diretor de fotografia a partir de 2001. Kottke, como muitos fotógrafos profissionais, muitas vezes se viu pendurado em montanhas e seguindo rios e estradas, em busca de registrar suas próprias imagens. Em muitos casos, os fotógrafos tiram fotos usando lentes do tipo grande angular de alta resolução e posteriormente alguém corta e amplia as imagens digitais para mostrar detalhes específicos.

Há cerca de sete anos, afirma Kottke, "eu percebi que não era necessário estar fisicamente presente para tirar fotografias. Era um desperdício de tempo, dinheiro e recursos humanos". Ao pesquisar tecnologias para um sistema automatizado de fotografia, ele descobriu que alguns resorts de esqui estavam começando a utilizar identificação por radiofrequência (RFID) para rastrear os esquiadores e gerenciar suas subidas. "Eu percebi que poderia usar RFID para ser substituído e, assim, aumentar o número de pontos de vista fotográficos", diz.

Clique aqui e leia o artigo na íntegra.

  • « Anterior
  • 1
  • Próximo »