RFID Noticias

Fabricante de inteligência para jóias prepara lançamentos

Deepa Sood, fundadora da Cuff, imprimiu protótipos 3D em sua garagem para abrir a empresa que pretende gerar US$ 1,4 milhão em vendas em poucos meses

Por Mary Catherine O'Connor

13 de novembro de 2014 - A Cuff é um sistema modular de "jóias inteligentes" que integra um módulo com sensor removível, em uma gama de diferentes opções de jóias. A ideia da Cuff veio do fundadora Deepa Sood, durante um jantar que ela e seu marido estavam realizando, no ano passado, em sua casa em São Francisco, nos Estados Unidos. "Meu marido e seus amigos estavam falando sobre medidores para fitness, enquanto fiquei maravilhada com as pulseiras estilo James Bond", diz a ex-vice-presidente de desenvolvimento de produtos da Restoration Hardware. "Então, nós [as mulheres da festa] as experimentamos e fomos imediatamente tentando escondê-las atrás de outras peças de jóias".

Sood diz que a Cuff cresceu a partir de um conceito muito simples. "Eu queria fazer um sistema "wearable" (vestível) que eu usaria", explica ela, e também queria isso para suportar aplicações que tivessem relevância para a sua vida. Assim, ela projetou o sistema Cuff para permitir receber alertas importantes. "Quando vou a um restaurante", diz a mãe de três filhos, "eu quero saber se meu marido está telefonando ou chama se é a minha babá. Só isso".

Deepa Sood
Para abrir a empresa, Sood contou com recursos do fundo de capital de risco Tandem, da Califórnia, que investiu US$ 600.000 em "seed funding" (ela está quase chegando à segunda rodada, maior que a primeira), e de auxílio para encontrar profissionais para trabalhar e desenvolver a aplicação, com sensor e software. Ela fez os protótipos iniciais dos componentes das jóias, incluindo pulseiras e pingentes usados em um colar, "com uma impressora 3D, na minha garagem, com meus filhos".

Um sensor Bluetooth Low Energy (BLE) dentro do módulo Cuff liga-se ao smartphone de um usuário. O usuário define regras para o aplicativo de smartphone da Cuff que faz com que o sensor vibre sempre que as pessoas de sua lista de chamada especial telefonem ou enviem uma mensagem de texto (quando o telefone e o Cuff estão dentro da faixa de leitura um do outro, como em uma bolsa ou no bolso). O Cuff também possui um recurso de segurança: se o usuário entrar em uma situação perigosa e precisar de ajuda, uma sequência de teclas do módulo (que a pessoa determinar ao configurar o app) gera um pedido de socorro em uma lista pré-selecionada de contatos, junto com sua localização (com base em coordenadas do GPS do telefone).