RFID Noticias

Tecnologia traz liberdade a aposentados

O sistema RFID empregado em uma comunidade dos EUA permite aos moradores pedir ajuda a partir de qualquer lugar da propriedade de 15 hectares

Por Claire Swedberg

30 de outubro de 2014 - A WesleyLife, operadora sem fins lucrativos de comunidades de aposentados e de serviços em domicílio para reabilitação e cuidados de saúde, adotou a solução Stanley Healthcare Arial 9 Wireless Emergency Call no The Village, uma comunidade para idosos no estado de Iowa, nos Estados Unidos (EUA). O sistema RFID ativo permite que os residentes enviem alertas pressionando um botão em um pingente. A solução inclui funcionalidades para prevenir indivíduos em risco em locais perigosos ou de abandono das instalações ou de entrar em uma área não autorizada. Em todos os casos, a tecnologia de segurança, que opera em duas diferentes frequências ativas de RFID, se destina a fornecer a residentes maior liberdade de movimento, sem a necessidade de supervisão de pessoal, bem como a garantia de que podem pedir ajuda a qualquer momento, de qualquer lugar em todo a propriedade de 15 hectares.

The Village instalou pela primeira vez o Arial, antecessor de solução Arial 9, em 2013. O sistema proprietário, de acordo com Chad Piper, diretor-executivo da comunidade, usava pingentes e pulseiras ativos RFID de 900 MHz (também usando a tecnologia RFID ativa, mas operando a uma frequência diferente: 434 MHz) e com fio para chamada de emergência, bem como telas de LED com dados do software Arial. Os dados eram gerenciados pela plataforma de software Arial. A Stanley Healthcare também instalou leitores de RFID para capturar as transmissões dos pingentes, além de leitores para a função de localização. A transição para Arial 9 precisou simplesmente de uma atualização de software, Piper acrescenta.

Chad Piper
A comunidade inclui apartamentos e moradias, além de um centro de saúde com 36 leitos, unidades de moradia assistida e uma unidade de suporte de memória. Ele também oferece instalações recreativas, incluindo caminhadas e ciclismo.

Antes da instalação da tecnologia Arial, a WesleyLife havia implantado unidades de emergência por fio em áreas específicas da cidade, no campus aberto e em muitos locais fechados. Isso tornou mais difícil para alguns moradores se moverem a áreas mais distantes, porque sabiam que podiam pedir ajuda, se necessário. "Nós temos um belo campus", diz Piper. "Mas, para alguns indivíduos, não era acessível, por questão de segurança no caso de precisar de assistência".

O que a Stanley Healthcare tem proporcionado, diz Steve Elder, gerente sênior de marketing da empresa, é um sistema de chamada de emergência, integrado com uma solução de localização. Isso permite que o software Arial 9 gerencie a coletada e leitura dos dados, exibindo-os nas telas de LED e solicitando o envio de mensagens de alerta para pessoas autorizadas, se necessário.